Desporto

Atlético Madrid confirma regresso de Diego Costa

Sergio Perez

O Atlético Madrid confirmou esta terça-feira a contratação do futebolista espanhol Diego Costa, que regressa aos 'colchoneros' após ter passado as últimas três temporadas no Chelsea, tendo estreia marcada apenas para o início de 2018.

"Estou muito feliz por voltar à minha casa. Sempre deixei claro meu carinho pelo Atlético e estou muito contente mesmo", disse o jogador de origem brasileira ao site oficial do clube, que representou entre 2012 a 2014.Por castigo da FIFA, os 'colchoneros' só podem inscrever jogadores em janeiro de 2018 e, por isso, Diego Costa só vai voltar a vestir a camisola número 18 no inicio do próximo ano.

Costa esteve vinculado desde 2007 ao clube, transferido pelo Sporting de Braga, e depois de ter dado nas vistas no Penafiel, mas acabou emprestado até se afirmar em 2012.

O internacional manteve-se em Braga, por empréstimo, seguindo depois para Celta de Vigo, Albacete e Valladolid, e em 2010/11 entrou no Atlético Madrid, cumprindo 38 jogos, com oito golos marcados.

De seguida e após uma lesão, voltou a ser cedido, ao Rayo Vallecano, mas regressou em 2012/13 (44 jogos/20 golos) e ainda cumpriu a época de 2013/14 (52 jogos/36 golos).

O avançado acabaria por ser transferido para o Chelsea, com o qual conquistou duas ligas inglesas, depois de também ter sido campeão em Espanha, com o Atlético Madrid.

Lusa

  • Sérgio Conceição elogia prestação dos jogadores menos utilizados
    0:45

    Desporto

    No final do jogo entre Vila Real e FC Porto, que os dragões venceram por 6-0, Sérgio Conceição destacou a qualidade apresentada pelos jogadores menos utilizados no plantel, que tiveram a oportunidade de jogar. O treinador dos azuis e brancos sublinhou ainda que o segredo da vitória esteve no respeito pelo adversário.

  • Portugueses têm menos filhos do que gostariam

    País

    A diretora da representação do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) disse esta sexta-feira que em Portugal a fertilidade desejada está bastante abaixo da realizada, tendo o país uma taxa de fecundidade baixa.