Desporto

Sporting expulsa Paulo Pereira Cristóvão de sócio do clube

O Sporting anunciou hoje a expulsão de Paulo Pereira Cristóvão de sócio do clube por considerar que o antigo vice-presidente violou os estatutos e não cumpriu os deveres a que todos os associados estão obrigados.

Em comunicado, o clube explica que a decisão foi tomada "por unanimidade" pelo Conselho Fiscal e Disciplinar em reunião realizada em 06 de outubro.

Segundo o Sporting na base da decisão está "a violação dos seguintes deveres: honrar o clube e defender o seu nome e prestígio, zelar pela coesão interna do clube, manter impecável comportamento moral de forma a não prejudicar os legítimos interesses do Sporting -- designadamente, defendendo e zelando pelo património do clube".

Os 'leões' lembram ainda que por ser, à época das infrações, órgão social, [Notes:Paulo Pereira Cristóvão] deveria cumprir e fazer cumprir os estatutos e exercer o respetivo cargo com a maior dedicação e exemplar conduta cívica e moral".

O Sporting informa que a decisão produziu efeitos em 17 de outubro, e explica que a mesma "foi remetida em 13 do mesmo mês ao referido ex-associado, de acordo com a lei, tendo-se constatado que o mesmo se recusou a ser informado da respetiva notificação".

Segundo o clube, foram já dadas instruções ao departamento de sócios para que "o ex-associado Paulo Pereira Cristóvão seja eliminado da base de dados do clube, não obstante já se verificar que o mesmo não cumpria o dever de pagamento de quotas desde dezembro de 2016".

Lusa

  • Mais de mil freguesias desapareceram em 2013
    1:48