Desporto

Cervi ambiciona presença no Mundial 2018 e elogia grandeza do Benfica

Pedro Rocha

O futebolista Franco Cervi admitiu esta quinta-feira o desejo de ser chamado à seleção argentina que vai disputar o Mundial 2018 e revelou que "nunca" esperou chegar a "um clube tão grande como o Benfica".

"Tenho sempre essa ambição, mas há que trabalhar. Não é algo fácil de conseguir, mas é preciso estar tranquilo e dar tudo pelo clube", afirmou o jogador das 'águias', à margem de uma iniciativa sobre os Jogos Olímpicos da Juventude, que decorreu na residência oficial do embaixador argentino em Portugal.

O extremo, de 23 anos, que chegou à Luz em 2016, proveniente do Rosario Central, mostrou-se feliz pela escolha que fez e destacou a grandeza dos 'encarnados'.

"Estou muito contente por ter chegado a um clube como o Benfica. Nunca esperei chegar a um clube tão grande. Vou dar sempre tudo por este clube. Estamos num momento importante da temporada e temos de trabalhar para dar sequência ao que temos feito nos últimos jogos", referiu.

Na cerimónia estiveram também presentes outros atletas argentinos que atuam em Portugal, como os futebolistas Eduardo Salvio, do Benfica, Marcos Acuña e Rodrigo Battaglia, ambos do Sporting, além dos hoquistas Carlos Nicolía, que defende as 'águias', e Matías Platero e Facundo Navarros, dos 'leões'.

"Estive com o Battaglia seis meses no Rosario. Aqui estamos num local argentino e temos de deixar de lado as rivalidades", brincou Cervi.

Já Battaglia mostrou-se "orgulhoso" por representar o Sporting na cerimónia e, referindo-se concretamente aos Jogos Olímpicos da Juventude, que terão lugar em Buenos Aires, em outubro, lembrou que os 'leões' têm "55 modalidades e 149 atletas que vão competir nos Jogos Olímpicos".

Em tom de brincadeira, o embaixador argentino em Portugal, Oscar Moscariello, deixou mesmo um desafio ao selecionador de futebol da Argentina, que vai disputar o Mundial2018: "Podemos ter um de cada lado. Acuña de um lado e Cervi do outro, mas isso é preciso perguntar a [Jorge] Sampaoli."

O presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Constantino, também esteve presente na iniciativa. A terceira edição dos Jogos Olímpicos da Juventude de verão (a quinta em termos absolutos) terá lugar na capital da Argentina, entre 01 e 12 de outubro. A competição, que será disputada por 206 países e conta com 28 modalidades, é dirigida a atletas entre os 15 e os 18 anos.

Lusa