Desporto

Atleta sul-africano quase ficou sem pernas após ataque com motoserra

(Arquivo)

Jethro Snyders

O triatleta sul-africano Mhlengi Gwala foi atacado na terça-feira quando treinava nas ruas de Durban. Três homens, com recurso a uma motoserra, tentaram cortar-lhe as pernas.

O ataque terá acontecido na manhã de terça-feira, quando Gwala, de 26 anos, estava a andar de bicicleta, uma das três vertentes do triatlo.

Em declarações à BBC, o parceiro de treinos do triatleta, Sandile Shange, revelou que Gwala encontra-se estável e não corre risco de vida.

"Ele pensou que o estavam a tentar roubar (...) mas eles não queriam o telemóvel dele, nem o relógio nem a bicicleta. (...) Arrastaram-no para a berma da estrada, no meio de arbustos, pegaram numa motoserra e começaram a cortar-lhe as pernas", explicou Shange.

Depois do ataque, os suspeitos fugiram e não foram ainda localizados.

Mhlengi Gwala preparava-se para competir este mês nos campeonatos sul-africanos de triatlo.