Desporto

Tenista João Sousa eliminado em Miami pelo sul-coreano Chung

ERIK S. LESSER

O tenista português João Sousa falhou esta terça-feira o apuramento para os quartos de final do torneio Masters 1.000 de Miami, nos Estados Unidos da América, ao perder com o sul-coreano Hyeon Chung, 19.º cabeça de série.

Em embate dos oitavos de final, João Sousa, 80.º da hierarquia mundial, cedeu face ao 23.º jogador mundial em dois 'sets', pelos parciais de 6-4 e 6-3, num embate que durou uma hora e 10 minutos.

"Não estou contente com o encontro que fiz. As condições estava, bastante difíceis, mas, independentemente disso, mentalmente não estive com a atitude correta para fazer um grande jogo", reconheceu o português, à sua assessoria de imprensa.

O tenista português começou a servir a liderou o primeiro 'set' por 1-0, 2-1 e 3-2, mas, ao sétimo jogo, permitiu que o sul-coreano lhe quebrasse o serviço e arrancasse para o triunfo no parcial, por 6-4, ao primeiro 'set point'.

No segundo parcial, João Sousa cedeu o serviço logo no primeiro jogo, ao terceiro ponto de 'break', e, depois, ao oitavo, não aproveitou a única ocasião que teve para quebrar o serviço a Chung e empatar a quatro. O sul-coreano fez o 5-3 e depois o 6-3.

"Estive muito desconcentrado, um bocadinho perdido, e daí ele ter vencido o encontro. É um grandíssimo jogador, que tem vindo a fazer uma época fantástica. Tem evoluído muito nos últimos tempos, é muito sólido e comete poucos erros não forçados. Esteve mentalmente muito bem", explicou o português.

Em Miami, o jogador luso caiu nos 'oitavos', face ao sul-coreano, depois de ter eliminado o belga David Goffin, nono do 'ranking' mundial, e os norte-americanos Jardel Donaldson, 49.º, e Ryan Harrison, 53.º.

"Acaba uma semana muito boa. Desfrutei muito das vitórias e com o ténis que exibi. As pessoas também desfrutaram do meu ténis e o apoio que recebi foi fantástico. Consegui jogar a um altíssimo nível e penso que isso é importante", frisou João Sousa.

De acordo com o tenista luso, segue-se agora descanso durante "uns dias", para depois "preparar a semana da Taça Davis", o embate com a Suécia, de 06 a 08 de abril.

"Vou tentar manter o meu nível de jogo. Estou contente com as minhas exibições e a forma como tenho vindo a jogar. Depois de muitas semanas de bom trabalho, finalmente as coisas têm vindo a melhor e espero manter este bom nível e jogar ainda melhor no futuro", concluiu o 80.º jogador mundial.

Lusa

  • As imagens do 100º lançamento do Ariane-5
    1:00
  • É um carro? É um avião? É um carro voador e começa a ser vendido já em outubro
    1:40
  • Menina de 7 anos arrepia uma multidão ao cantar hino dos EUA
    1:10

    Desporto

    Malea Emma, de 7 anos, surpreendeu tudo e todos ao cantar o hino dos EUA antes do Jogo dos L.A. Galaxy, onde joga o sueco Ibrahimovic e os Seattle Sounders. O estádio rendeu-se ao talento de Malea e até Ibrahimovic, no Twitter, se referiu à menina como a "jogadora mais valiosa" da noite