Desporto

Lazio perde vaga na Champions em quatro minutos de pesadelo

ANGELO CARCONI

O Inter, de João Cancelo, conquistou este domingo um lugar na Liga dos Campeões de futebol, com um triunfo dramático por 3-2 na casa da Lazio, que soçobrou em quatro minutos de pesadelo na 38.ª jornada da Liga italiana.

Quando vencia por 2-1, aos 77 minutos, o conjunto romano cometeu um penálti, viu depois o seu 'capitão' ser expulso e ainda sofreu novo golo, tudo no espaço de pouco mais de 200 segundos.

Aos visitantes, só o triunfo servia, mas as coisas começaram a correr mal logo aos nove minutos quando um remate do montenegrino Adam Marusic esbarrou, com violência, no rosto do croata Ivan Perisic, desviando a trajetória caprichosamente para o fundo da baliza.

O Inter empataria aos 29, na sequência de um canto, confuso, com Danilo D'Ambrosio, acrobático no chão, e aparentemente sem fazer falta sobre o guarda-redes, a marcar.

O ímpeto ofensivo dos 'nerazzurri' custou-lhes o segundo golo: bola recuperada na área e contra-ataque rápido, concluído, em velocidade e após longo sprint, pelo brasileiro Felipe Anderson, aos 41 minutos.

Aos 71 minutos, o árbitro assinalou penálti de Milinkovic, mas depois de consultar as imagens anulou a sua decisão, para desagrado dos jogadores do Inter.

Aos 77, Mauro Icardi sofreu falta do mesmo Milinkovic e, desta vez, o argentino foi para a marca de penálti e empatou, devolvendo a incerteza ao desafio e igualando o 'laziale' Ciro Immobile n liderança da tabela dos marcadores, com 29 golos.

Esta fase foi terrível para a Lazio, pois o bósnio Lulic (79) foi expulso, após o segundo cartão amarelo, e, aos 81, o uruguaio Vecino, de cabeça, na sequência de canto, deu a volta ao jogo, para um 2-3 que lhes garantia a 'Champions'.

Nani ainda entrou aos 84 minutos, demasiado tarde para alterar a história que a Lazio já poderia ter sentenciado na jornada anterior, não fosse o empate 2-2 em casa do Crotone, que desceu de divisão.

Com André Silva a entrar aos 70 minutos, o AC Milan concluiu a época em sexto, após goleada por 5-1 à Fiorentina, na qual Bruno Gaspar entrou aos 46 e Gil Dias não despiu o fato de treino.

O Nápoles, de Mário Ru,i venceu o Crotone por 2-1, com golos do polaco Milik (23) e do espanho Callejon (32), de nada valendo o tento de Tumminello (90) ao cair do pano.

Com Miguel Veloso, Iuri Medeiros e Pedro Pereira no 'onze', o Génova terminou a época com a quarta derrota consecutiva, desta vez na receção ao Torino, por 2-1.

A Juventus conquistou o sétimo campeonato seguido, concluindo a prova com 95 pontos, face aos 81 do Nápoles, enquanto a Roma somou 77. Inter e Lazio terminaram com os mesmos 72 pontos, mas com vantagem para a equipa do norte de Itália no confronto direto, e o AC Milan fechou o lote europeu, com 64.

Crotone, Verona e Benevento são as equipas que desceram.

Lusa

  • A "pena maior" de Constantino Oliveira
    26:03
  • Pilotos avistam OVNI ao largo da costa irlandesa

    Mundo

    Vários pilotos avistaram objetos luminosos que se moviam rapidamente ao largo da costa da Irlanda. O incidente ocorreu na sexta-feira e já está a ser investigado pela Autoridade de Aviação Irlandesa.

  • "Fomos o segundo país da UE com maior crescimento de investimento estrangeiro"
    2:00

    País

    António Costa respondeu indiretamente ao Conselho de Finanças Públicas, que considera que o Estado não se está a precaver contra eventuais futuras crises. O primeiro-ministro argumentou que Portugal é o terceiro país da Europa onde a exportações mais cresceram e o segundo com maior crescimento do investimento estrangeiro, demonstrando a capacidade de atração da economia portuguesa.

  • CNN vs. Donald Trump
    1:50