Desporto

Ricardinho eleito pela sexta vez melhor jogador do mundo de futsal

CHRISTIAN ESCOBAR MORA

O jogador português arrecadou o seu sexto troféu num ano em que ajudou a seleção portuguesa a sagrar-se pela primeira vez campeã da Europa.

O português Ricardinho foi eleito pela sexta vez, quinta consecutiva, melhor jogador do mundo de futsal, nos prémios anuais atribuídos pelo site especializado Futsal Planet, que distinguiu no domingo à noite outros portugueses e a seleção masculina.

Ricardinho foi eleito melhor do mundo pela primeira vez em 2010 e arrecadou agora o seu sexto troféu, num ano em que ajudou a seleção portuguesa a sagrar-se pela primeira vez campeã da Europa e em que se sagrou bicampeão europeu de clubes com o Inter Movistar.

Nas votações do Futsal Planet, que envolveram 160 especialistas, o ala português, nascido há 33 anos em Gondomar, recebeu 677 votos, mais de o dobro do segundo e do terceiro classificados, o brasileiro Gadeia (311) e o espanhol Pola (295), seus colegas no Inter Movistar.

Já Bruno Coelho, jogador do Benfica que marcou dois golos na final do Europeu, frente à Espanha (3-2), ficou no sétimo lugar.

A internacional portuguesa Ana Catarina Pereira, do Benfica, foi designada melhor guarda-redes do mundo em 2018, enquanto Jorge Braz foi eleito o melhor selecionador e a equipa de Portugal a melhor seleção.

A guarda-redes lusa recebeu 404 votos, contra 340 da espanhola Silvia Aguete e 289 da russa Anastasia Ivanova, ao passo que Jorge Braz recolheu 522 pontos, sobrepondo-se ao russo Serguei Skorovich (344) e ao espanhol Bruno Garcia (320). Luís Conceição, selecionador da equipa feminina, ficou em sétimo.

A seleção portuguesa, que totalizou 503 pontos, ficou à frente de Brasil (411) e Espanha (370).

O Sporting, derrotado na final da Liga dos Campeões europeus pelo Inter Movistar, ficou em segundo lugar na eleição de melhor clube, recolhendo 381 pontos, contra 689 do emblema espanhol.

O técnico dos 'leões', Nuno Dias, também subiu ao pódio, sendo terceiro na votação para melhor treinador de clube, com 295 pontos, numa eleição ganha pelo espanhol Jesús Velasco, do Inter, com 568.

O brasileiro Guita, que também representa o Sporting, foi igualmente terceiro na votção para melhor guarda-redes, com 322 pontos, atrás do seu compatriota Higuita (482), que representa a seleção do Cazaquistão e o Kairat Almaty, e do espanhol Jesús Herrero (453), que defende as balizas de Espanha e do Inter Movistar.

Lusa

  • "Rui Pinto pode ter feito um tremendo serviço à comunidade"
    1:23