Economia

Há 17 anos que a economia não crescia assim

Há 17 anos que a economia não crescia assim

A riqueza nacional aumentou 2,7% por cento no ano passado, acima da previsão do Governo. É o maior crescimento desde 2000 e deve-se sobretudo ao consumo das famílias e às exportações.

São mais 1,2 pontos percentuais do que em 2016, ano em que a riqueza nacional cresceu 1,5%.

Os dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística, que ainda são provisórios, confirmam por isso que a economia está em forte aceleração. O INE não avança, para já, com mais detalhes, mas aponta as exportações e o consumo interno como os grandes impulsionadores deste resultado.

Estes 2,7% ultrapassam largamente a previsão do Governo, que estimava um crescimento mais modesto, de 1,8%.

São números que levam o Ministério das Finanças a considerar que a estratégia do Governo sai vencedora.
O gabinete de Mário Centeno diz que, além de ter mantido o rigor nas contas públicas, estes dados provam que há mais e melhor emprego, o que cria condições sociais mais justas.

Razão para a líder do CDS pedir, mais uma vez, que o Governo não mexa nas leis do trabalho.

Já o Bloco de Esquerda canta vitória e diz que esta é a prova de que o Governo até podia ir mais longe.

Só a 28 de fevereiro é que o INE divulgará dados mais detalhados que permitam perceber quais foram os indicadores que mais contribuíram para este crescimento.

  • Economia portuguesa cresceu 2,7% em 2017

    Economia

    A economia portuguesa cresceu 2,7% no conjunto de 2017, o ritmo de crescimento anual mais elevado desde 2000 e mais 1,2 pontos percentuais do que no ano anterior, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

  • Tempo quente vai manter-se até terça-feira
    2:47