Economia

Ministra do Mar "disponível" para receber federação dos trabalhadores portuários

A ministra do Mar mostrou-se "disponível" para uma audiência com os sindicatos dos trabalhadores portuários, estando a aguardar a confirmação da federação para a data proposta, disse esta sexta-feira à Lusa fonte oficial do Ministério do Mar.

"A ministra do Mar (Ana Paula Vitorino) mostrou-se disponível para receber os sindicatos dos trabalhadores portuários. Foi hoje enviada uma proposta de reunião para a próxima semana, falta apenas a federação confirmar a sua disponibilidade para a data", adiantou à Lusa fonte oficial do Ministério do Mar.

Já hoje a Federação Nacional dos Sindicatos dos trabalhadores Portuários (FNSTP) havia criticado o "silêncio" da ministra do Mar aos pedidos de audiência dos sindicatos, avisando que se não tivesse uma resposta até 25 de maio, a greve seria uma possibilidade.

Os dirigentes das oitos associações sindicais que integram a federação estiveram reunidos no Porto de Sines na quinta-feira e hoje, tendo escrito uma carta à ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, a exigirem para serem recebidos para discutirem "a necessidade de melhorar as condições" dos trabalhadores portuários, disse o presidente da FNSTP, Aristides Peixoto, à Lusa.

A federação acusou ainda a ministra de ter "um procedimento pessoal e institucional insólito e lamentável" desde meados de 2016, uma vez que se havia abstido desde essa altura de responder ao pedido de audiência que "repetidamente" tem sido feito pela FNSTP.

Lusa

  • Centeno lembra que Grécia terá mais responsabilidades com fim do resgate
    1:05
  • Temperaturas altas colocam Portugal Continental sob aviso amarelo
    4:23
  • Governo quer retirar concessão de autoestradas à empresa que geria ponte de Génova
    1:50
  • Portugueses são dos que menos gastam em viagens turísticas

    Economia

    Os portugueses são dos cidadãos europeus que menos gastam em deslocações de turismo, ao desembolsar em média 136 euros por viagem turística, menos de metade da média da União Europeia, de 336 euros, revelam dados divulgados esta segunda-feira pelo Eurostat.

  • Sul-coreanos atravessam fronteira do norte para reencontro histórico
    1:07