Economia

Acionistas da EDP Renováveis elegem Conselho de Administração em 27 de junho

Os acionistas da EDP Renováveis vão reunir-se em assembleia geral extraordinária em 27 de junho para eleger os membros do Conselho de Administração para os próximos três anos, com Manso Neto a ser reconduzido para um novo mandato.

Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a EDP Renováveis informa que o Conselho de Administração decidiu unanimemente convocar a assembleia geral extraordinária de acionistas da EDP Renováveis para 27 de junho, às 12:00 horas.

O primeiro ponto da ordem de trabalhos da reunião magna refere a "nomeação de administradores por um conjunto de acionistas que actuam no exercício do direito de representação proporcional", indo ao encontro da pretensão de três fundos - Massachusetts Financial Services Company (MFS), a Axxion e a Moneta Asset Management - que reclamavam um lugar no Conselho de Administração da elétrica.

"Na hipótese de que seja mantido e ratificado o agrupamento notificado à sociedade no dia 27 de março de 2018, ou qualquer outro agrupamento confira o direito de representação proporcional no Conselho de Administração, [...] o conjunto de acionistas, diretamente ou por meio de um representante comum, poderão manifestar que o agrupamento de ações se mantém e, assim, proceder com a nomeação dos membros dos Administradores que lhe correspondam", lê-se na proposta hoje divulgada.

De acordo com o comunicado ao mercado, além da reeleição de 12 administradores, entre os quais o presidente executivo da EDP, António Mexia, na assembleia-geral extraordinária serão nomeadas duas novas administradoras - María Teresa Costa Campi e Conceição Lucas.
Na ordem de trabalhos, consta ainda a "definição, 15, do número de membros do Conselho de Administração, uma redução já que atualmente este orgão é composto por 17 elementos.

A EDP Renováveis é atualmente detida em 82,6% pela EDP. Ambas as empresas são alvo de ofertas públicas de aquisição (OPA) da China Three Gorges, a principal acionista do grupo EDP.

Lusa

  • Qualidade da água comprometida em 38 praias
    2:22

    País

    O número de zonas balneares em que o banho foi desaconselhado ou proibido duplicou em relação a período homólogo de 2017, informou hoje a Associação ZERO, que alerta para a ausência de medidas de controlo em algumas praias.

  • Acabaram as borlas na TAP para membros do Governo
    1:07