Economia

Taxistas adiam manifestação para 19 de setembro no regresso ao trabalho da AR

Armando Franca

A manifestação de taxistas convocada para 11 de setembro foi adiada para dia 19 do mesmo mês para coincidir com a data de regresso ao trabalho dos deputados à Assembleia da República, informaram hoje as associações do setor.


De acordo com um comunicado hoje divulgado, a manifestação nacional terá lugar "junto ao Parlamento" e haverá também concentrações distritais no Porto, em Braga e em Faro.


No início de agosto, as associações de taxistas convocaram a manifestação por tempo indeterminado, em Lisboa, contra a promulgação pelo Presidente da República do diploma que regula as plataformas eletrónicas de transporte como a Uber e a Cabify.


A decisão de convocar a manifestação nacional foi tomada durante uma reunião entre o presidente da Associação Nacional dos Transportes Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL), Florêncio Almeida, e o presidente da Federação Portuguesa do Táxi (FPT), Carlos Ramos, que decorreu no dia 02 de agosto, em Lisboa.


Na convocatória da manifestação, as associações de taxistas exigiam que o Presidente da República suscitasse a fiscalização preventiva do diploma.


Não foi ainda anunciado o local de início da concentração, que vai terminar na Assembleia da República, e os locais e horários das concentrações no Porto, Braga e Faro.

Lusa

  • Acidente que vitimou duas pessoas em Pavia originou incêndio rural
    1:19

    País

    Um violento acidente em Pavia, no concelho de Mora, fez este sábado dois mortos e quatro feridos. As vítimas mortais são dois dos três ocupantes de um carro com matrícula estrangeira. O choque entre os dois veículos acabou ainda por dar origem a um incêndio rural que mobilizou 57 operacionais auxiliados por três meios aéreos.

  • Sobe para 43 o número de mortos na queda da ponte em Génova
    1:52
  • Temperaturas voltam a subir este fim-de-semana
    1:48

    País

    As temperaturas voltam a subir este fim-de-semana e podem rondar os 40º em algumas regiões do país. Há 15 distritos sob aviso amarelo devido ao calor e sete em alerta vermelho pelo risco de incêndio. O ministro da Administração Interna já decretou a situação de alerta até a próxima quarta-feira.

  • Daimler chama às oficinas um milhão de carros

    Economia

    O fabricante automóvel alemão Daimler pediu que um milhão de veículos sejam levados às oficinas por suspeita de terem um sistema para manipular as emissões de gases poluentes, afetando praticamente todas as classes, divulga este sábado um jornal.