Economia

Câmara de Lisboa duplica taxa turística em 2019

Rodrigo Antunes / LUSA

A Câmara de Lisboa vai aumentar a Taxa Municipal Turística em 2019, de um para dois euros por noite, para reforçar a limpeza urbana e os transportes nas zonas com maior pressão do turismo, anunciou esta sexta-feira a autarquia.

O vereador do Bloco de Esquerda (BE), Manuel Grilo, adiantou à agência Lusa que haverá "um aumento de 100% da taxa turística, que vai passar de um para dois euros por noite", a partir de 01 de janeiro do próximo ano.

"A receita desta taxa turística será naturalmente encaminhada para atender em especial às questões da limpeza urbana e dos transportes nas zonas em que o turismo tem uma maior pressão, uma maior expressão e, portanto, têm maiores problemas nestes domínios", vincou o vereador da Educação e dos Direitos Sociais.

No acordo de governação da cidade firmado entre PS (que lidera o executivo) e BE, após as últimas eleições autárquicas, constava que o valor da taxa iria ser reavaliado até 01 de janeiro de 2019.

Aprovada em 2014, a Taxa Municipal Turística começou a ser aplicada em janeiro de 2016 sobre as dormidas de turistas nacionais (incluindo lisboetas) e estrangeiros nas unidades hoteleiras ou de alojamento local, sendo cobrado um euro por noite até um máximo de sete euros.

Isentos deste pagamento estão as crianças até 13 anos, assim como quem pernoita na cidade para obter tratamento médico e os seus acompanhantes.

Lusa

  • Algarve aprova taxa turística para render 20M€ por ano
    2:25

    Economia

    A Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) aprovou hoje as bases para a introdução de uma taxa turística, de 1,5 euros por dormida, entre março e outubro, estimando uma receita anual de 20 milhões de euros. À exceção de Silves, todos os municípios do Algarve concordaram com a medida para entrar em vigor já a partir de Março do próximo ano.

  • Portugueses têm menos filhos do que gostariam

    País

    A diretora da representação do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) disse esta sexta-feira que em Portugal a fertilidade desejada está bastante abaixo da realizada, tendo o país uma taxa de fecundidade baixa.