Economia

Bolsas europeias em alta, confiantes nas negociações comerciais entre Washington e Pequim

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt avançavam 1,01%, 0,74% e 0,05%, respetivamente, bem como as de Madrid e Milão que subiam 0,05% e 0,85%.

As principais bolsas europeias negociavam hoje em alta, com os investidores confiantes nos avanços das novas negociações comerciais entre Washington e Pequim.


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assegurou que as novas negociações com a China que estão a decorrer esta semana desde segunda-feira, "estão a correr muito bem", animando os mercados, incluindo Wall Street que na terça-feira fechou a subir mais de 1%.

Os investidores vão estar atentos hoje à publicação nos Estados Unidos das atas da última reunião da Reserva Federal (Fed), enquanto no Reino Unido, o Parlamento retoma o debate do acordo para sair da União Europeia ('Brexit'), cuja votação está agendada para 15 de janeiro.
Em Bruxelas, o Eurostat publica a taxa de desemprego em novembro.

Em Nova Iorque, a bolsa de Wall Street terminou na terça-feira em alta, com o Dow Jones a subir 1,09% para 23.787,45 pontos, depois de ter atingido em 03 de outubro 26.828,39 pontos, atual máximo desde que foi criado em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a subir 1,08% para 6.897,00 pontos, depois de ter avançado até aos 8.109,69 pontos em 29 de agosto, atual máximo de sempre.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,1456 dólares, contra 1,1443 dólares na terça-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em março abriu hoje em alta, a cotar-se a 59,36 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 1,09% que na sessão anterior e depois de ter estado acima dos 85 dólares no início de outubro.

Depois de ter aberto em alta, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 08:50, o principal índice, o PSI20, subia 0,87% para 4.952,23 pontos.

LUSA

  • "Rui Pinto pode ter feito um tremendo serviço à comunidade"
    1:23