Economia

Salgado, Morais Pires e Silveira condenados a pagar 3,4 milhões ao Banco de Portugal

Rafael Marchante

Em causa estão informações que ocultaram sobre créditos concedidos ao Banco Espírito Santo de Angola.

O Banco de Portugal aplicou multas a oito dos 18 acusados. As duas maiores coimas foram aplicadas a Salgado, que vai pagar 1,8 milhões de euros, e a Amílcar Pires, que terá de dar ao banco de Portugal 1,2 milhões de euros.

Em causa estavam financiamentos superiores a três mil milhões que o BES emprestou ao banco em Angola, sem que o supervisor tivesse sido disso informado.

O Banco de Portugal diz que ficou provado que os antigos administradores do BES atuaram de forma dolosa para esconder os problemas que o BESA enfrentava.