Brexit

Ministro dos Transportes britânico demite-se e pede segundo referendo

FACUNDO ARRIZABALAGA

O ministro dos Transportes do Reino Unido, Jo Johnson, demitiu-se esta sexta-feira em oposição ao plano para o Brexit da primeira-ministra, Theresa May, e pediu um segundo referendo sobre a saída, anunciou o próprio.

Em comunicado, Johnson, que é irmão do ex-ministro dos Negócios Estrangeiros Boris Johnson, disse que apoiar o acordo de saída que Londres e Bruxelas "estão a finalizar" seria "um erro terrível" que deixaria o Reino Unido enfraquecido economicamente e sem direito de voto sobre as regras europeias que teria de cumprir.

"O que está a ser proposto agora não é nada parecido com o que se prometeu há dois anos", quando 51,9% dos votantes optaram por abandonar a UE num referendo, afirmou Johnson, que ocupava o cargo desde janeiro.

A única alternativa, afirmou, seria uma saída sem acordo, o que "infligiria danos incalculáveis" ao país.

Ao contrário do irmão, Jo Johnson foi apologista de manter o Reino Unido na União Europeia quando, em 2016, o país se preparava para decidir em referendo uma eventual saída.

Boris Johnson, assim como o antigo ministro responsável pelas negociações para o Brexit David Davis, demitiu-se este verão em protesto contra os planos de May, argumentando que eles são uma traição aos eleitores que aprovaram a saída da UE no referendo de junho de 2016 e que deixam o Reino Unido numa posição de fraqueza.

Theresa May tem enfrentado fortes críticas dentro do seu Governo devido à proposta de manter o Reino Unido na união aduaneira até que seja possível desbloquear a questão da fronteira irlandesa.

A primeira-ministra tem insistido que não permitirá um segundo referendo sobre o Brexit.

Lusa

  • Açores sob aviso laranja até sábado para vento forte e agitação marítima

    País

    O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores emitiu um alerta para o agravamento do tempo a partir do final do dia, devido a uma depressão a norte do arquipélago. O IPMA colocou os grupos central e ocidental em alerta para o vento forte e agitação marítima enquanto a Autoridade Marítima Nacional apela ao reforço da amarração e vigilância apertada das embarcações atracadas" e " evitar de passeios junto ao mar, em especial nos molhes, e nas praias".

  • Em Portugal surgem cerca de 500 novos casos de cancro do pâncreas todos os anos
    4:18

    País

    Assinala-se hoje o Dia Mundial do Cancro do Pâncreas. Todos os anos surgem, em Portugal, cerca de 500 casos novos de doentes com cancro do pâncreas, uma das doenças mais letais, com uma taxa de sobrevivência que não ultrapassa muito os 10 por cento. Ana Raimundo, diretora clínica da CUF Instituto de Oncologia, esteve na Edição da Manhã para nos falar daquela que é a terceira neoplasia maligna mais frequente do tubo digestivo em Portugal.

  • Contas Poupança ajuda-o a preparar-se para os descontos da Black Friday
    8:07
  • Juiz Ivo Rosa passa a ter segurança pessoal
    1:04

    Operação Marquês

    Desde terça-feira que Ivo Rosa tem segurança garantida pela PSP. Dois elementos do Corpo de Segurança Pessoal da polícia acompanham o juiz do Processo Marquês para todo o lado. O pedido foi feito por Ivo Rosa junto do Conselho Superior de Magistratura que remeteu o assunto para o SIS - Serviço de Informações de Segurança.