Cambridge Analytica

"O erro foi meu. E lamento"

"O erro foi meu. E lamento"

O presidente e fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, assumiu esta terça-feira a culpa perante o Senado dos Estados Unidos pelo abuso da Cambridge Analytica, que utilizou dados de milhões de utilizadores da rede social para a campanha eleitoral de Trump.

Zuckerberg, que afirmou não ter a Cambridge Analytica medido adequadamente "a responsabilidade" de fornecer dados de forma ilegal para a campanha eleitoral do Presidente dos Estados Unidos, em 2016, vincou que "isso foi um grande erro".

"Foi o meu erro e sinto muito", disse o presidente e fundador do gigante tecnológico, na audição do comité de Justiça do Senado norte-americano.

Mark Zuckerberg participa hoje na primeira de duas audições. A primeira é no Senado e na quarta-feira é ouvido na comissão de Comércio e de Energia da Câmara dos Representantes (câmara baixa do Congresso).

Com Lusa