Crise Migratória na Europa

Mau tempo altera rota e pode comprometer a chegada do Aquarius a Valência

A bordo do navio Aquarius permanecem 106 migrantes "exaustos" e "doentes"

Reuters

O navio Datillo, um dos barcos italianos que auxiliou o Aquarius, mudou de rota devido ao mau tempo. Já o Aquarius vai navegar ao longo da costa leste de Sardenha para procurar abrigo. A bordo do navio, os 106 migrantes estão "exaustos" e "doentes".

"Tenho a cabeça a girar e vomito constantemente. É difícil", disse um dos sobreviventes, segundo a associação no Twitter.

Ontem as condições climatéricas pioraram. Havia ventos de 35 km/h e ondas de 1,5 metros. A organização não governamental SOS Mediterranée disse que estas condições podem vir a comprometer a chegada do navio de salvamento a Espanha, prevista para sábado.

Dos 629 migrantes que estavam a bordo do Aquarius, permanecem agora 106 migrantes. Os restantes estão em dois barcos da marinha italiana, Dattilo e Orione, por motivos de segurança, desde as 20h de terça feira.

O Aquarius teve de receber ajuda dos navios italianos, uma vez que a embarcação estava sobrelotada. O navio só tinha capacidade para 500 passageiros, mas estava eram 630 os migrantes a bordo.

Neste momento, 274 pessoas estão no Dattilo, 250 no Orione e 106 no Aquarius. Dos 106 migrantes no Aquarius, 51 são mulheres, 45 são homens e há ainda 10 crianças.

No total, entre os migrantes estão sete mulheres grávidas, 11 crianças e 123 menores desacompanhados.

Neste vídeo publicado no Twitter, vê-se a transferência de pessoas para os navios da marinha italiana "ficar completa".

Valência, Barcelona e Madrid já se mostraram disponíveis para receber os refugiados. Portugal mostrou-se também disponível para "acolher as pessoas que possam ser salvas".

Os migrantes foram resgatados ao largo da costa Líbia pela marinha italiana. Mas o desembarque foi negado pelos Governos de Malta e de Itália.

Desde o início do ano chegaram à Europa cerca de 32 mil migrantes e refugiados.

  • Polícia britânica acredita que ataque junto ao Parlamento foi ato isolado
    2:15
  • Donald Trump acusa ex-assessora de ser "um cão"

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump aumentou esta terça-feira o tom do confronto com a antiga assessora Omarosa Manigault Newman, que chegou a ser a afro-americana com estatuto mais elevado na Casa Branca, designando-a como "esse cão!".