Crise no Sporting

A carta de rescisão de Bas Dost

A SIC teve acesso à carta de rescisão de Bas Dost. O documento enviado pelo avançado holandês apresenta fundamentos semelhantes às cartas de rescisão dos outros jogadores do Sporting, que também avançaram para a rescisão unilateral dos contratos com os leões. O holandês entende que não tem condições para continuar a exercer a atividade no Sporting, depois de ter sido agredido no ataque a Alcochete, a 15 de maio. Bas Dost tinha contrato com o clube até 2020 e uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros.

Bas Dost rescindiu esta segunda-feira com o Sporting, no mesmo dia em que William Carvalho, Gelson Martins e Bruno Fernandes já tinham feito o mesmo. No início do mês, tinham rescindido Daniel Podence e Rui Patrício. Pode ler aqui a carta o jogador holandês.

As rescisões surgem na sequência, entre outros casos, das agressões sofridas por vários elementos do plantel e da equipa técnica a 15 de maio, na Academia do Sporting, em Alcochete, por cerca de 40 pessoas encapuzadas.

Dos atacantes, foram detidos 27 que ficaram em prisão preventiva.

  • A "pena maior" de Constantino Oliveira
    26:03
  • Pilotos avistam OVNI ao largo da costa irlandesa

    Mundo

    Vários pilotos avistaram objetos luminosos que se moviam rapidamente ao largo da costa da Irlanda. O incidente ocorreu na sexta-feira e já está a ser investigado pela Autoridade de Aviação Irlandesa.

  • "Fomos o segundo país da UE com maior crescimento de investimento estrangeiro"
    2:00

    País

    António Costa respondeu indiretamente ao Conselho de Finanças Públicas, que considera que o Estado não se está a precaver contra eventuais futuras crises. O primeiro-ministro argumentou que Portugal é o terceiro país da Europa onde a exportações mais cresceram e o segundo com maior crescimento do investimento estrangeiro, demonstrando a capacidade de atração da economia portuguesa.

  • CNN vs. Donald Trump
    1:50