Daesh

Duas mulheres detidas na sequência de atentado de sábado em Paris

Reuters TV

Duas mulheres foram detidas esta quinta-feira na região de Paris, no âmbito do inquérito sobre o atentado jihadista com recurso a uma faca e que resultou num morto no sábado, anunciou o procurador de Paris, François Molins.

As duas mulheres são próximas de Khazat Azimov, o autor do ataque, segundo o mesmo procurador.

Uma das mulheres, radicalizada aos 19 anos, casou-se religiosamente com Abdoul Hakim, um dos amigos de Khazat Azimov, antes de tentar partir para a Síria, adianta a Agence France-Press, citando fonte próxima do inquérito.

O ataque de sábado resultou na morte de um jovem de 29 anos e causou quatro feridos na zona da Ópera de Paris, no centro da capital francesa.

Pouco antes das 21:00 locais (20:00 em Lisboa), um homem esfaqueou peões indiscriminadamente e gritou "Allah Akbar" (Alá é grande) na rua Monsigny, entre as movimentadas zonas da Ópera de Paris. O agressor foi abatido pela polícia, minutos depois, na mesma zona.

O Daesh assumiu a ação num breve comunicado difundido pela agência Amaq, próxima do grupo terrorista, cuja autenticidade não pôde ser confirmada, e no qual assegura que o atentado foi praticado por "um soldado do Daesh".

Fontes próximas do inquérito, citadas pela AFP, afirmaram que o francês nascido na Chechénia estava classificado com uma ficha "S" (para segurança do Estado). Não tinha antecedentes criminais, mas figurava nos ficheiros dos serviços secretos que incluem mais de 10.000 pessoas, entre as quais radicais islâmicos e com ligações a movimentos terroristas, bem como 'hooligans' e membros de grupos da esquerda radical ou da extrema-direita.

Lusa

  • Um morto e pelo menos oito feridos após ataque em Paris

    Mundo

    Uma mulher morreu e pelo menos oito pessoas ficaram feridas, duas estão em estado grave, depois de terem sido esfaqueadas no centro da cidade, perto da ópera de Paris. O suspeito foi abatido pelas autoridades. Num vídeo publicado, é possível ver o pânico vivido nas imediações do local. As autoridades estão ainda a averiguar os motivos do ataque. Sabe-se que o indivíduo seria oriundo do norte de África e teria 25 anos.

  • Daesh reivindica ataque em Paris

    Mundo

    O grupo extremista Daesh reivindicou este sábado a autoria do ataque em Paris, que resultou na morte de uma mulher, avança a agência Reuters. Outras quatro pessoas ficaram feridas depois de terem sido esfaqueadas no centro da cidade.

  • É um carro? É um avião? É um carro voador e começa a ser vendido já em outubro
    1:40
  • Menina de 7 anos arrepia uma multidão ao cantar hino dos EUA
    1:10

    Desporto

    Malea Emma, de 7 anos, surpreendeu tudo e todos ao cantar o hino dos EUA antes do Jogo dos L.A. Galaxy, onde joga o sueco Ibrahimovic e os Seattle Sounders. O estádio rendeu-se ao talento de Malea e até Ibrahimovic, no Twitter, se referiu à menina como a "jogadora mais valiosa" da noite