Rumo ao Mundial 2018

Peru supera Nova Zelândia e conquista última vaga do Mundial

Stringer .

O Peru confirmou quarta-feira o favoritismo e superou em casa a Nova Zelândia por 2-0, depois do 0-0 na Oceânia, conquistando a 32.ª última vaga no Mundial de futebol de 2018, que se realiza na Rússia.

Em Lima, Jefferson Farfán, aos 28 minutos, e Christian Ramos, aos 65, materializaram o sonho dos peruanos, que voltam, 36 anos depois, a uma fase final do campeonato do Mundo, prova na qual não compareciam desde 1982.

Depois de Brasil, Uruguai, Argentina e Colômbia, o Peru é o quinto apurado da América do Sul, enquanto a Nova Zelândia não conseguiu repetir 1982 e 2010, deixando a representação da Oceânia entregue à Austrália, qualificada via Ásia.

Após o nulo registado na Nova Zelândia, os peruanos entraram determinados em ganhar vantagem na eliminatória e quase o conseguiram logo aos três minutos, num lance de Advíncula, ex-jogador do Vitória de Setúbal, ao poste esquerdo.

Os peruanos mantiveram-se a comandar o encontro e, aos 28 minutos, inauguraram o marcador, num lance de pé direito de Farfán, depois de uma jogada de Cueva, sem hipóteses para Marinovic.

Foi um tento dedicado ao castigado Guerrero. Aos 41 minutos, Farfan quase bisou, na recarga a um primeiro remate de Trauco e, já em cima do intervalo, a Nova Zelândia assustou pela primeira vez, num cabeceamento do capitão Reid, na sequência de um canto. Para a segunda volta, os neozelandeses vieram com Chris Wood, que, com grande poder físico na área, começou a criar mais problemas à defesa dos peruanos.

O Peru susteve, porém, as investidas na Nova Zelândia e, aos 65 minutos, acabou com a eliminatória: Cueva, uma vez mais, marcou um canto na direita e, na área, Christian Ramos ganhou um ressalto e fez o 2-0 com um remate forte. Com dois tentos de vantagem, a formação comandada pelo argentino Ricardo Gareca - que lançou Carrillo, jogador emprestado pelo Benfica ao Watford, aos 74 minutos - passou a controlar os acontecimentos e selou a qualificação para a Rússia.

Os peruanos juntam-se a Brasil, Irão, Japão, México, Bélgica, Coreia do Sul, Arábia Saudita, Alemanha, Inglaterra, Espanha, Nigéria, Costa Rica, Polónia, Egito, Sérvia, Islândia, Portugal, França, Uruguai, Argentina, Colômbia, Panamá, Senegal, Marrocos, Tunísia, Suíça, Croácia, Suécia, Dinamarca, Austrália e Rússia.O Mundial de 2018 realiza-se na Rússia, de 14 de junho a 15 de julho de 2018.

Lusa

  • Sérgio Conceição elogia prestação dos jogadores menos utilizados
    0:45

    Desporto

    No final do jogo entre Vila Real e FC Porto, que os dragões venceram por 6-0, Sérgio Conceição destacou a qualidade apresentada pelos jogadores menos utilizados no plantel, que tiveram a oportunidade de jogar. O treinador dos azuis e brancos sublinhou ainda que o segredo da vitória esteve no respeito pelo adversário.

  • Portugueses têm menos filhos do que gostariam

    País

    A diretora da representação do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) disse esta sexta-feira que em Portugal a fertilidade desejada está bastante abaixo da realizada, tendo o país uma taxa de fecundidade baixa.