Rumo ao Mundial 2018

Portugal conhece hoje adversários do Mundial

Em direto às 14:30

Portugal conhece hoje adversários do Mundial

A seleção portuguesa de futebol fica hoje a conhecer os adversários da fase de grupos do Mundial2018, num sorteio em que tem o estatuto de cabeça de série e que vai decorrer no Palácio do Kremlin, em Moscovo. A contagem decrescente para o sorteio desta tarde já começou. Nuno Luz, correspondente da SIC em em Moscovo, dá conta do ambiente que se vive antes do sorteio, que será acompanhado em direto aqui e na SIC Notícias, numa emissão especial a partir das 14:30. 

Em Moscovo, a comitiva lusa é liderada pelo presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, e inclui a presença do selecionador nacional, Fernando Santos.

O sorteio tem início agendado para as 15:00 (18:00 horas locais) e vai ser apresentado pelo antigo internacional inglês Gary Lineker e pela jornalista russa Maria Komandnaya.

O evento vai contar ainda com as participações de antigas estrelas como Laurent Blanc, Gordon Banks, Cafu, Fabio Cannavaro, Diego Forlán, Diego Maradona e Carles Puyol.A fase final do Mundial de futebol de 2018 realiza-se na Rússia, de 14 de junho a 15 de julho.

- Constituição dos potes para o sorteio da fase final do Mundial de futebol de 2018:

Pote 1

Rússia (anfitriã)

Alemanha (1.º lugar do 'ranking' da FIFA de 16 de outubro)

Brasil (2.º)

PORTUGAL (3.º)

Argentina (4.º)

Bélgica (5.º)

Polónia (6.º)

França (7.º)


Pote 2

Espanha (8.º)

Peru (10.º) Suíça (11.º)

Inglaterra (12.º)

Colômbia (13.º)

México (16.º)

Uruguai (17.º)

Croácia (18.º)


Pote 3

Dinamarca (19.º)

Islândia (21.º)

Costa Rica (22.º)

Suécia (25.º)

Tunísia (28.º)

Egito (30.º)

Senegal (32.º)

Irão (34.º)


Pote 4

Sérvia (38.º lugar)

Nigéria (41.º)

Austrália (43.º)

Japão (44.º)

Marrocos (48.º)

Panamá (49.º)

Coreia do Sul (62.º)

Arábia Saudita (63.º)

Com Lusa

  • Polémica na cirurgia do hospital da Guarda
    3:38

    País

    O diretor de cirurgia do Hospital da Guarda está debaixo de fogo por escolher as próteses de um laboratório de que é consultor, no tratamento de hérnias inguinais. O médico Augusto Lourenço justifica a opção, dizendo que por culpa da administração, não há concursos públicos para a aquisição de material cirúrgico.

  • E de nós, quem cuida?
    23:13
  • Pais e irmãos separados há 40 anos nos Açores continuam à procura dos que partiram
    7:07
  • "O dinheiro era dos dois": Maria Leal reage às acusações de Francisco
    9:51
  • Portugueses marcham em Londres contra o Brexit
    2:05
  • Arábia Saudita confirma morte do jornalista, Trump acredita mas resto do mundo pede responsabilidades
    2:02