Rumo ao Mundial 2018

Federação Saudita suspende árbitro nomeado para o Mundial de forma vitalícia

Eugenio Savio

A Federação Saudita de Futebol anunciou esta quarta-feira ter suspendido o árbitro Fahd al Mirdasi de forma vitalícia, pelo facto de o juiz, nomeado para o Mundial2018 de futebol, ter solicitado um suborno para ajudar uma equipa durante um jogo.

O Comité Disciplinar da federação vai informar a FIFA do caso e solicitar a sua exclusão do Mundial da Rússia e de quaisquer outras competições internacionais, revelou aquele órgão em comunicado.

Depois de ter sido interrogado, Al Mirdasi admitiu ter pedido dinheiro aos dirigentes do Itihad, a quem ofereceu ajuda na final da Taça do Rei, sendo que o caso foi denunciado pelo presidente do emblema saudita antes de se jogar a final.

A federação substituiu o árbitro da final de sábado, ganha pelo Itihad perante o Al Faisali (3-1).Fahd al Mirdasi, de 32 anos, é internacional desde 2011, tendo estado presente nos Jogos Olímpicos do Rio 2016 e na Taça das Confederações de 2017, em que dirigiu o Portugal-México de atribuição do terceiro e quarto lugares, ganho pela seleção lusa por 2-1 após prolongamento.

Lusa

  • António Costa visita militares portugueses em missão no Afeganistão
    2:10
  • Greta Thunberg e o discurso que silenciou a Cimeira do Clima 
    2:25