Orçamento do Estado 2018

Linhas gerais e cenário macroeconómico do OE aprovados amanhã

As linhas gerais e o cenário macroeconómico do Orçamento do Estado do próximo ano são aprovados amanhã, em Conselho de Ministros extraordinário. Estamos na semana decisiva, há ainda vários temas quentes em aberto entre o Governo e os partidos de esquerda.

Última atualização às 12:49

O Orçamento do Estado é entregue na sexta-feira, na Assembleia da República, e até lá, ainda há vários dossiês em negociações entre o governo e os partidos de esquerda.

As mudanças no IRS estarão praticamente fechadas. Afinal, o Governo terá aceitado perder mais de 400 milhões de euros ao ano no alívio do imposto, o dobro do montante que sempre disse que estava previsto. Ao que a SIC apurou, aceitou desdobrar o segundo e o terceiro escalões do IRS em mais dois. Serão sete escalões, no total.

Falta saber se haverá mudanças no IRC e nos impostos indirectos.

Nas pensões, não haverá aumentos extraordinários.

No caso da Função Pública, ainda há reuniões com os sindicatos na quinta-feira, mas é quase certo de que o Governo não deverá fazer grandes cedências: todas as carreiras vão ser descongeladas, mas o dinheiro só vai chegar às contas dos funcionários a conta-gotas e não estão previstos aumentos nos salários e nos subsídios de alimentação.

Também o pagamento das horas extraordinárias vai continuar a ter cortes, ainda que mais baixos.

  • Taxistas cumprem terceiro dia de protesto contra a "lei Uber"
    2:29
  • Mais de uma centena de mortos em naufrágio no Lago Vitória, na Tanzânia
    1:19
  • Sporting vence Qarabag

    Liga Europa

    O Sporting estreou-se esta quinta-feira na fase de grupos da Liga Europa com uma vitória em Alvalade, sobre o Qarabag, por 2-0.

  • Marcelo despediu-se da "fascinante aventura" do ensino
    2:51
  • Outubro é o momento da verdade nas negociações do Brexit
    1:37

    Brexit

    Os líderes europeus dizem que outubro é o momento da verdade nas negociações do Brexit. Prometem empenho mas esperam também novas propostas de Theresa May. E só se houver progressos será marcada uma reunião extraordinária em novembro para formalizar o acordo. A reportagem é dos correspondentes da SIC Susana Frexes e Bruno Andrade.