Operação e-toupeira

Paulo Gonçalves proibido de contactar com outros arguidos

Já são conhecidas as medidas de coação da chamada "operação e-Toupeira". Paulo Gonçalves, assessor jurídico da SAD do Benfica e braço direito de Luís Filipe Vieira, fica em liberdade mas proibido de contactar com outros arguidos. O técnico informático da justiça José Nogueira da Silva fica em prisão preventiva.

José Silva, funcionário do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça, a trabalhar no departamento de informática dos tribunais de Fafe e Guimarães, está indiciado por corrupção passiva e ficou em prisão preventiva.


Na terça-feira, a Polícia Judiciária deteve José Silva e Paulo Gonçalves, assessor jurídico do Benfica, no âmbito da operação e-Toupeira, depois de ter realizado 30 buscas nas áreas do Porto, Fafe, Guimarães, Santarém e Lisboa, que levaram à apreensão de relevantes elementos probatórios.

  • Acidente faz um morto e obriga ao corte da A4
    1:05

    País

    Uma pessoa morreu esta manhã na A4, no viaduto do Corgo, na A4, perto de Vila Real, obrigando a um corte temporário do trânsito no sentido Amarante-Vila Real-Bragança. A GNR está a investigar como confirmou à SIC o comandante Macel Lopes, da GNR de Vila Real.

  • Britânicos lançam rede para limpar lixo espacial
    0:20
  • "Eu chupo e você?", a campanha contra as palhinhas que já dão multas no Brasil
    2:36