Operação Fizz

Cândida Almeida ouvida hoje no processo Operação Fizz

(Lusa/Arquivo)

Cândida Almeida, ex-diretora do DCIAP, é hoje ouvida no processo da Operação Fizz. É a primeira testemunha a ser ouvida no processo que julga crimes económico-financeiros.

Altuamente a exercer funções de procuradora-geral adjunta no Supremo Tribunal de Justiça, Cândida Almeida é a primeira a ser ouvida, como testemunha da acusação e da defesa de Orlando Figueira.

Para esta tarde estão previstas as audições do procurador do DCIAP Vitor Magalhães e de Vítor José Barosa Carvalho.

Os principais arguidos da Operação Fizz são Orlando Figueira, o ex-procurador do DCIAP, e Manuel Vicente, ex-vice-presidente de Angola, cujo processo foi separado.

Em causa está o recebimento de contrapartidas por parte do magistrado do Ministério Público Orlando Figueira, suspeito de favorecer interesses de terceiros, em dois processos.

  • Centeno lembra que Grécia terá mais responsabilidades com fim do resgate
    1:05
  • Temperaturas altas colocam Portugal Continental sob aviso amarelo
    4:23
  • Governo quer retirar concessão de autoestradas à empresa que geria ponte de Génova
    1:50
  • Portugueses são dos que menos gastam em viagens turísticas

    Economia

    Os portugueses são dos cidadãos europeus que menos gastam em deslocações de turismo, ao desembolsar em média 136 euros por viagem turística, menos de metade da média da União Europeia, de 336 euros, revelam dados divulgados esta segunda-feira pelo Eurostat.

  • Sul-coreanos atravessam fronteira do norte para reencontro histórico
    1:07