Mundo

Julho foi o mês com mais mortes no Iraque desde Maio de 2008

Julho foi o mês mais mortífero no Iraque desde há mais de dois anos, com 535 civis, polícias e soldados mortos, segundo um balanço oficial anunciado este sábado pelos Ministérios da Saúde, Defesa e Interior iraquianos.

O balanço indica que neste mês morreram 396 civis, 89 polícias e 50 soldados em ataques armados em todo o país, totalizando mais de meio milhar de mortos, um número que não se registava desde maio de 2008 (563 mortos).



Além dos mortos, julho registou 1 043 feridos em ataques, dos quais 680 eram civis, 198 polícias e 165 soldados.



Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Lusa