Mundo

Novo presidente do Egito pede fim do derramamento de sangue 

O presidente egípcio, Mohamed Morsi, pediu hoje  o fim do derramamento de sangue na Síria, afirmando que o Egito está ao  lado do povo sírio. 

© Handout . / Reuters

"Apoiamos o povo sírio e queremos que o derramamento de sanguepare",  afirmou num discurso naUniversidade do Cairo. Numa intervenção após a sua tomada de posse no TribunalConstitucional,  Mohamed Morsi lembroutambém que o Egito apoia os"direitos legítimos" dos palestinianos e quer trabalhar para a reconciliação entre osmovimentos  rivais Hamas e Fatah. 

O Egito "está ao lado do povopalestiniano de forma a obter todos os seus legítimos direitos e vamos trabalhar para conseguir areconciliação  palestiniana", disseMorsi. O recém investido presidente do Egitoacrescentou ainda na sua intervenção  naUniversidade do Cairo que, a partir de agora, o exército voltará adedicar-se  aos deveres de protegar asegurança da pátria. 

"A Junta Militar cumpriu a sua promessa de que não será umaalternativa  à vontade popular" eque agora "as instituições eleitas voltarão a desempenhar  as suas funções e o exército voltará adedicar-se à proteção da segurança  dapátria", afirmou Mohamed Morsi. 

 

     

Lusa

  • Taxistas em protesto há uma semana, manifestação marcada para amanhã em frente ao Parlamento
    3:57
  • Morte de português no Brasil poderá ter sido uma execução
    1:25
  • Canhões, porcelana e pimenta encontrados nos restos da Nau da Carreira da Índia
    3:54