Mundo

Humanos podem ter ajudado a criar deserto do Saara

© Ahmed Jadallah / Reuters

A ação humana pode ter contribuído para transformar o Saara de paisagem verdejante para o deserto árido que é desde há 10.000 anos, propõe um estudo publicado hoje.

A tese do arqueólogo David Wright, da Universidade Nacional de Seul, na Coreia do Sul, contraria a hipótese de terem sido alterações na órbita da Terra ou mudanças na vegetação como as causas principais da desertificação.

"No leste da Ásia há teorias firmadas sobre como as populações do Neolítico mudaram a paisagem de forma tão profunda que as monções deixaram de penetrar tanto para o interior", afirmou Wright, salientando que há provas de mudanças climáticas e ecológicas provocadas pela ação humana na Europa, América do Norte e Nova Zelândia.

Para comprovar a hipótese, Wright encontrou uma sintonia entre o aumento da pastorícia e o domínio da vegetação rasteira na paisagem, sinal de desertificação, há cerca de 8.000 anos, nas regiões que rodeiam o vale do Nilo, no Egito.

À medida que a paisagem perdeu vegetação, aumentou o efeito de albedo, a quantidade de luz solar refletida pela superfície da Terra, o que fez diminuir a precipitação, e por sua vez, reduziu ainda mais a vegetação.

David Wright quer continuar a investigar por baixo do deserto para resgatar vestígios de lagos, vegetação e atividade humana.

Lembrando que 15 por cento da população vive em áreas desérticas, o arqueólogo salienta que "as implicações de como os humanos mudam os ecossistemas têm implicação direta na sobrevivência em ambientes áridos".

Lusa

  • Fogo em Freixo de Espada à Cinta dado como dominado

    País

    O incêndio que deflagrou esta quarta-feira em Freixo de Espada à Cinta, no distrito de Bragança, foi dado como "dominado" cerca das 16:20, depois de ter chegado a mobilizar 95 bombeiros, disse à Lusa fonte da Proteção Civil de Bragança.

  • Marine Le Pen de fora da Web Summit de Lisboa
    1:41
  • Sindicatos fazem ultimato ao governo: contestação na PSP vai sair à rua em setembro
    2:17

    País

    A Associação Sindical dos Profissionais da PSP alertou hoje para uma série de manifestações e vigílias a iniciar no próximo mês, em várias regiões do país, para exigir respostas do governo. A decisão foi hoje tomada numa reunião do órgão executivo da associação, depois de já em julho os polícias da ASPP/PSP terem feito a mesma advertência. Os polícias contestam o corte de subsídios e a forma como estão a ser feitas as listas de pré-reforma.

  • Navio Aquarius já atracou em Malta

    Mundo

    O navio humanitário Aquarius, com 141 pessoas a bordo atracou hoje por volta do meio dia no porto de La Valette, em Malta com 141 migrantes a bordo que vão agora ser distribuídos por cinco países europeus. Portugal vai acolher 30 pessoas.

  • 301 padres terão abusado de mais de 1.000 crianças nos EUA
    2:04
  • Cristiano Ronaldo volta a marcar no último jogo-treino da Juventus
    0:24
  • Dyego Sousa titular no jogo do SC Braga frente ao Zorya
    1:12

    Desporto

    Dyego Sousa vai ser titular na equipa do Sporting Clube de Braga amanhã. A confirmação foi dada pelo treinador Abel Ferreira. O técnico quer que a equipa portuguesa seja eficaz e dinâmica para derrotar os ucranianos. O jogo entre o SC Braga e o Zorya está marcado para esta quinta-feira, a partir das 20:30, no Estádio Municipal de Braga.

  • "Graças à equipa consegui o meu primeiro golo"
    0:23
  • "Ontem o Benfica esteve melhor, esteve bem"
    4:37

    Edição da Manhã

    Benfica segue em frente na Liga dos Campeões, depois de ter vencido o Fenerbahçe por 2-1 no conjunto das duas mãos. Os gregos do PAOK são o próximo adversário no Play Off de acesso à Champions, o comentário do jornalista Fernando Guerra.

  • Democratas elegem pela primeira vez candidata transgénero para governadora nos EUA
    0:16

    Mundo

    O partido democrata elegeu pela primeira vez nos Estados Unidos uma candidata transgénero para concorrer ao cargo de governadora de Vermont. Christine Hallquist obteve cerca de 48 por cento dos votos contra os três outros adversários do mesmo partido, incluindo uma raparida com apenas 14 anos. Hallquist vai defrontar o atual governador que voltou a ser escolhido pelos republicanos para ir a votos e tentar a recondução.