Mundo

Fundador da WikiLeaks disposto a proteger site sobre referendo na Catalunha

Susana Vera

O fundador da WikiLeaks, Julian Assange, manifestou-se hoje disposto a ajudar e proteger o 'site' criado pelo Governo Regional sobre o referendo na Catalunha, que foi suspenso pelo Tribunal Constitucional no domingo.

"Temos muita experiência a pôr fim à censura abusiva. Estou feliz por ajudar a proteger os direitos de publicação do site do referendo catalão", afirmou Assange na sua conta no Twitter.

Na quarta-feira, a Guarda Civil fechou o site oficial do referendo por ordem judicial, mas poucas horas depois o presidente da Generalitat [Governo Regional] , Carles Puigdemont, anunciou nas redes sociais dois novos domínios de acesso à página.

Nas últimas semanas, Assange tem publicado tweets a favor do referendo na Catalunha, que definiu como o evento político "mais importante" do ano no Ocidente.

"Votar é simplesmente expressar uma opinião: a Espanha está a tentar amordaçar 7,5 milhões de pessoas pela força. Por que estão tão assustados com a sua opinião", perguntou noutro tweet publicado hoje.

A vice-presidente do Governo espanhol considerou hoje "ridículo" que o presidente do executivo da Catalunha publique novas páginas de Internet sobre o referendo independentista depois de a Justiça ter encerrado a primeira delas.

Para Sáenz de Santamaría, os novos sites serão "pão de um dia" (provérbio espanhol que transmite ideia de brevidade) e avisa que, se o governo regional e os separatistas quiserem mostrar que "são mais espertos porque contornam a lei, a lei será reposta com toda a força do estado de direito, com toda a tranquilidade, com toda a paz, mas também com toda a firmeza".

Numa entrevista hoje ao canal de televisão espanhol Telecinco, esta responsável governamental explicou ser expectável que o Governo regional (Generalitat) abra outra ou outras páginas web a favor do referendo, mas avisou que as forças policiais têm uma grande experiência na luta contra o cibercrime.

O presidente do executivo catalão, Carles Puigdemont, difundiu na quarta-feira ao fim do dia, através do Twitter, novos links da página do referendo.

Madrid está a tentar, pela via judicial, impedir a realização do referendo separatista convocado pelas instituições catalãs e considerado ilegal por Madrid.

Os independentistas defendem que cabe apenas aos catalães a decisão sobre a permanência da região em Espanha, enquanto Madrid se apoia na Constituição do país para insistir que a decisão sobre uma eventual divisão do país tem de ser tomada pela totalidade dos espanhóis.

Os partidos separatistas têm uma maioria de deputados no parlamento regional desde setembro de 2015, o que lhes deu a força necessária, em 2016, para declararem que iriam organizar este ano um referendo sobre a independência, mesmo sem o acordo de Madrid.

Lusa

  • Fogo em Freixo de Espada à Cinta dado como dominado

    País

    O incêndio que deflagrou esta quarta-feira em Freixo de Espada à Cinta, no distrito de Bragança, foi dado como "dominado" cerca das 16:20, depois de ter chegado a mobilizar 95 bombeiros, disse à Lusa fonte da Proteção Civil de Bragança.

  • Marine Le Pen de fora da Web Summit de Lisboa
    1:41
  • Sindicatos fazem ultimato ao governo: contestação na PSP vai sair à rua em setembro
    2:17

    País

    A Associação Sindical dos Profissionais da PSP alertou hoje para uma série de manifestações e vigílias a iniciar no próximo mês, em várias regiões do país, para exigir respostas do governo. A decisão foi hoje tomada numa reunião do órgão executivo da associação, depois de já em julho os polícias da ASPP/PSP terem feito a mesma advertência. Os polícias contestam o corte de subsídios e a forma como estão a ser feitas as listas de pré-reforma.

  • Navio Aquarius já atracou em Malta

    Mundo

    O navio humanitário Aquarius, com 141 pessoas a bordo atracou hoje por volta do meio dia no porto de La Valette, em Malta com 141 migrantes a bordo que vão agora ser distribuídos por cinco países europeus. Portugal vai acolher 30 pessoas.

  • 301 padres terão abusado de mais de 1.000 crianças nos EUA
    2:04
  • Cristiano Ronaldo volta a marcar no último jogo-treino da Juventus
    0:24
  • Dyego Sousa titular no jogo do SC Braga frente ao Zorya
    1:12

    Desporto

    Dyego Sousa vai ser titular na equipa do Sporting Clube de Braga amanhã. A confirmação foi dada pelo treinador Abel Ferreira. O técnico quer que a equipa portuguesa seja eficaz e dinâmica para derrotar os ucranianos. O jogo entre o SC Braga e o Zorya está marcado para esta quinta-feira, a partir das 20:30, no Estádio Municipal de Braga.

  • "Graças à equipa consegui o meu primeiro golo"
    0:23
  • "Ontem o Benfica esteve melhor, esteve bem"
    4:37

    Edição da Manhã

    Benfica segue em frente na Liga dos Campeões, depois de ter vencido o Fenerbahçe por 2-1 no conjunto das duas mãos. Os gregos do PAOK são o próximo adversário no Play Off de acesso à Champions, o comentário do jornalista Fernando Guerra.

  • Democratas elegem pela primeira vez candidata transgénero para governadora nos EUA
    0:16

    Mundo

    O partido democrata elegeu pela primeira vez nos Estados Unidos uma candidata transgénero para concorrer ao cargo de governadora de Vermont. Christine Hallquist obteve cerca de 48 por cento dos votos contra os três outros adversários do mesmo partido, incluindo uma raparida com apenas 14 anos. Hallquist vai defrontar o atual governador que voltou a ser escolhido pelos republicanos para ir a votos e tentar a recondução.