Mundo

União Europeia espera respeito pelo direito de manifestação no Irão

Uma porta-voz da chefe da diplomacia europeia disse hoje esperar que o direito a manifestações pacíficas e de liberdade de expressão seja garantido no Irão, onde já morreram pelo menos 20 pessoas em protestos contra o custo de vida. A estação britânica BBC aponta para a existência de 22 vítimas mortais, incluindo um rapaz de 11 anos e um polícia.

"Esperamos que o direito a manifestar-se pacificamente e de liberdade de expressão no Irão sejam garantidos depois das últimas declarações públicas do Presidente [iraniano] Rohani", disse à Efe uma porta-voz de Federica Mogherini, chefe da diplomacia da União Europeia.

Rohani pediu calma e restringiu a atividade nas redes sociais para tentar conter protestos, numa altura em que foram detidas 300 pessoas.

A porta-voz afirmou que os serviços liderados por Federica Mogherini estão a acompanhar "as manifestações de cidadãos iranianos nos últimos dias" e que estão "em contacto com as autoridades" do Irão.

"Continuaremos a acompanhar os acontecimentos", acrescentou.Hasan Rohani afirmou hoje que os inimigos do Irão incitaram certos grupos a promover incidentes porque não toleram os "êxitos" que Teerão obteve no acordo nuclear assinado em julho de 2015 com seis potências internacionais, bem como as medidas contra o terrorismo na região.

O Presidente iraniano reiterou o direito do povo de criticar e protestar, mas afirmou que é preciso "eleger a maneira e a via legal para expressar-se".

O Presidente do Irão rejeitou também os comentários de Donald Trump sobre os protestos no país. O Presidente dos Estados Unidos apoiou as manifestações anti-governo. Hassan Rouhani disse que Trump não tem o direito de simpatizar com a causa dos iranianos, depois das acusações que tem feito à nação iraniana.

Estas são as maiores manifestações antigovernamentais no Irão desde 2009, quando a oposição "movimento verde" organizou vários dias de protesto contra a reeleição do então presidente Ahmadinejad, tendo sido duramente reprimidos.

Com Lusa

  • Protestos no Irão continuam e já causaram mais de 20 mortos
    1:58

    Mundo

    As manifestações no Irão estão cada vez mais violentas, vários bancos e edifícios governamentais foram atacados. De acordo com a televisão estatal iraniana, nove pessoas morreram nas últimas horas. O balanço total de vítimas mortais dos protestos é de pelo menos 20, número noticiado pela estação estatal, mas a britânica BBC aponta para a existência de 22 vítimas mortais, incluindo um rapaz de 11 anos e um polícia. Centenas de pessoas foram detidas.

  • Fogo em Freixo de Espada à Cinta dado como dominado

    País

    O incêndio que deflagrou esta quarta-feira em Freixo de Espada à Cinta, no distrito de Bragança, foi dado como "dominado" cerca das 16:20, depois de ter chegado a mobilizar 95 bombeiros, disse à Lusa fonte da Proteção Civil de Bragança.

  • Marine Le Pen de fora da Web Summit de Lisboa
    1:41
  • Sindicatos fazem ultimato ao governo: contestação na PSP vai sair à rua em setembro
    2:17

    País

    A Associação Sindical dos Profissionais da PSP alertou hoje para uma série de manifestações e vigílias a iniciar no próximo mês, em várias regiões do país, para exigir respostas do governo. A decisão foi hoje tomada numa reunião do órgão executivo da associação, depois de já em julho os polícias da ASPP/PSP terem feito a mesma advertência. Os polícias contestam o corte de subsídios e a forma como estão a ser feitas as listas de pré-reforma.

  • Navio Aquarius já atracou em Malta

    Mundo

    O navio humanitário Aquarius, com 141 pessoas a bordo atracou hoje por volta do meio dia no porto de La Valette, em Malta com 141 migrantes a bordo que vão agora ser distribuídos por cinco países europeus. Portugal vai acolher 30 pessoas.

  • 301 padres terão abusado de mais de 1.000 crianças nos EUA
    2:04
  • Cristiano Ronaldo volta a marcar no último jogo-treino da Juventus
    0:24
  • Dyego Sousa titular no jogo do SC Braga frente ao Zorya
    1:12

    Desporto

    Dyego Sousa vai ser titular na equipa do Sporting Clube de Braga amanhã. A confirmação foi dada pelo treinador Abel Ferreira. O técnico quer que a equipa portuguesa seja eficaz e dinâmica para derrotar os ucranianos. O jogo entre o SC Braga e o Zorya está marcado para esta quinta-feira, a partir das 20:30, no Estádio Municipal de Braga.

  • "Graças à equipa consegui o meu primeiro golo"
    0:23
  • "Ontem o Benfica esteve melhor, esteve bem"
    4:37

    Edição da Manhã

    Benfica segue em frente na Liga dos Campeões, depois de ter vencido o Fenerbahçe por 2-1 no conjunto das duas mãos. Os gregos do PAOK são o próximo adversário no Play Off de acesso à Champions, o comentário do jornalista Fernando Guerra.

  • Democratas elegem pela primeira vez candidata transgénero para governadora nos EUA
    0:16

    Mundo

    O partido democrata elegeu pela primeira vez nos Estados Unidos uma candidata transgénero para concorrer ao cargo de governadora de Vermont. Christine Hallquist obteve cerca de 48 por cento dos votos contra os três outros adversários do mesmo partido, incluindo uma raparida com apenas 14 anos. Hallquist vai defrontar o atual governador que voltou a ser escolhido pelos republicanos para ir a votos e tentar a recondução.