Mundo

Vaga de frio na costa leste dos EUA faz mais duas vítimas mortais

Rickey Rogers

A vaga de frio que afeta a costa Leste dos EUA fez mais duas vítimas mortais e as previsões meteorológicas apontam para o agravamento do estado do tempo. São esperadas temperaturas mais baixas nos próximos dias.

O número de vítimas mortais devido à vaga de frio, na costa Leste dos EUA, sobe assim para 18.


A massa de ar, vinda do Ártico, irá provocar descidas de temperatura de entre 10 a 15 graus centigrados, em estados como Maryland e Virginia.


São ainda esperados ventos fortes, com rajadas acima dos 100 km/hora, queda de neve e inundações.


Há vários aeroportos americanos paralisados, milhares de voos cancelados e estradas caóticas.


A circulação ferroviária também foi afetada. Vários comboios foram suprimidos ou sofreram atrasos. Há ainda milhares de pessoas sem luz.

Em Nova Iorque, Boston, Filadélfia e Washington, as escolas foram encerradas por precaução.

Em Boston, as ondas gigantes provocaram inundações no centro da cidade.

Algumas famílias foram retiradas de casa e os serviços de emergência foram chamados para salvar vários condutores que ficaram presos no interior dos veículos.

Em Chicago as temperaturas chegam aos 26 graus negativos. Várias instituições de caridade reforçaram o apoio aos sem-abrigo. O Exército de Salvação, por exemplo, distribui comida em 26 locais da cidade para muitos é a úncia refeição do dia.

  • Polícia britânica acredita que ataque junto ao Parlamento foi ato isolado
    2:15
  • Donald Trump acusa ex-assessora de ser "um cão"

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump aumentou esta terça-feira o tom do confronto com a antiga assessora Omarosa Manigault Newman, que chegou a ser a afro-americana com estatuto mais elevado na Casa Branca, designando-a como "esse cão!".