Mundo

Estará Donald Trump a jogar demasiado Call of Duty?

Estará Donald Trump a jogar demasiado Call of Duty?

O Presidente dos Estados Unidos da América voltou a fazer das suas. Desta vez, Donald Trump trocou o nome dos aviões militares, recentemente comprados pela Noruega, por um caça que só existe no jogo Call of Duty.

Durante o encontro com a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, Donald Trump saudou a aproximação entre os Estados Unidos da América e o país da Escandinávia, depois de uma recente compra de aviões militares.

"Em novembro, começamos a entregar os primeiros caças F-52 e F-35", disse o Presidente norte-americano, como é possível ver no vídeo. "Temos 52 aviões no total e já entregaram alguns antes do prazo."

O problema das declarações de Donald Trump é que, para quem não sabe, o F-52 existe apenas na ficção, mais propriamente no Call of Duty. Na versão de 2014, o jogo trás um avião com essa denominação.

  • Ex-espião Silva Carvalho relata em livro práticas ilícitas

    País

    O ex-diretor do Serviço de Informações Estratégicas e de Defesa Silva Carvalho, condenado em 2016 por violação do Segredo de Estado, assume práticas ilícitas enquanto operacional das secretas portuguesas, num livro que vai ser publicado na próxima sexta-feira.

  • O avô que se dedica a abraçar bebés prematuros

    Mundo

    "O avô da unidade de cuidados intensivos". É assim que as enfermeiras do Hospital Children's Healthcare de Atlanta, nos EUA, chamam a David Deutchman, um homem de 82 anos que, há 12 anos, vai à UCI dois dias por semana para abraçar os recém-nascidos.