Mundo

Igrejas chilenas alvo de bombas incendiárias a poucos dias da visita do Papa

Esteban Felix

As autoridades chilenas referiram esta sexta-feira que três igrejas católicas foram alvo de bombas incendiárias, a poucos dias da visita do Papa Francisco ao país andino.

Os ataques ocorreram durante a noite em Santiago, a capital e maior cidade do Chile, onde o papa é aguardado na segunda-feira.

Nestas ações, foram utilizadas bombas incendiárias e outros materiais inflamáveis.

Numa das igrejas, os bombeiros não conseguiram evitar que as portas ficassem carbonizadas.

No exterior de um dos edifícios foram encontrados panfletos em exortação da causa do povo indígena Mapuche e que ameaçavam o papa.

"As próximas bombas serão na sua sotaina", referia o texto. Um responsável do Ministério do Interior, Mahmud Aleuy, referiu-se a um incidente "menor".

Lusa

  • Enfermeiros iniciam greve de dois dias 

    Economia

    Os sindicatos dos enfermeiros deram início, à meia noite, a dois dias de greve nacional que visa pressionar o Governo a apresentar uma contraproposta ao diploma da carreira de enfermagem.

  • Novos e-mails põem em causa valores da saída de Garay do Benfica
    2:44

    Desporto

    O pirata informático suspeito de ter desviado centenas de e-mails do Benfica revelou mais material, alegadamente comprometedor. Segundo uma mensagem alegadamente trocada entre Luís Filipe Vieira e Paulo Gonçalves, publicada esta quarta-feira na internet, o negócio da venda de Garay poderá ter sido feito por 13 milhões de euros e não por 6, como foi anunciado.

  • Saiba como escolher o melhor Plano Poupança Reforma
    8:32