Mundo

Parlamento sul-africano suspende discurso sobre o Estado da Nação de Jacob Zuma

João Lourenço, Presidente de Angola

Themba Hadebe/ AP

O tradicional discurso sobre o Estado da Nação, que estava marcado para quinta-feira, foi suspenso. Em causa está a pressão por parte de várias instituições, causada pelo alegado envolvimento de Jacob Zuma num escândalo de corrupção.

Segundo a BBC, o Parlamento sul-africano suspendeu o discurso do Estado da Nação, depois de várias instituições se terem mostrado descontentes com o mandato de Jacob Zuma.

Num comunicado, Baleka Mbete, líder do Congresso Nacional Africano, partido no poder desde 1994, refere que os recentes pedidos da suspensão do discurso "causaram uma grande preocupação". A responsável partidária conta que Zuma foi abordado sobre adiar o discurso, mas "quando nos encontramos com o presidente, nós ficamos a saber que ele já estava a escrever ao parlamento para pedir o adiamento".

Hoje, a secretária-geral do ANC, Jessie Duarte, admitiu que o partido está dividido sobre o eventual afastamento antecipado de Zuma. Muitos membros do Congresso Nacional Africano têm-se manifestado contra a manutenção de Zuma no poder, com as críticas a aumentarem de tom depois de o vice-presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, ter vencido as eleições para a liderança do partido.

O impasse vai ser novamente discutido quarta e quinta-feira pela Comissão Nacional Executiva (NEC) do ANC.

A Fundação Nelson Mandela já veio pedir a demissão do presidente Jacob Zuma.