Mundo

Filho de Tommy Lee diz que agrediu o pai para defender a mãe Pamela Anderson

Instagram

O baterista Tommy Lee e o filho Brandon, fruto da relação com Pamela Anderson, viram-se envolvidos em polémica, depois do jovem ter batido no pai. Brandon revelou que tinha batido no baterista, por este estar a falar mal da mãe, e que a agressão era o resultado do "alcoolismo" do pai. Mas Tommy Lee não se deixou ficar e usou as redes sociais para contar o seu lado da história.

O incidente aconteceu na passada segunda-feira e, após um artigo da TMZ, o baterista recorreu às redes sociais para explicar o seu lado da história..

"Eu e a minha noiva estávamos na cama quando o meu filho entrou pelo quarto a dentro e agrediu-me", escreveu Tommy Lee no Twitter, acrescentando que pediu a Brandon para sair de casa, mas que ele acabou por deixá-lo inconsciente.

"Ele fugiu da polícia. ESTA é a verdade."

Na sequência destas declarações, Brandon respondeu, dizendo que estava devastado com os eventos dos últimos dias, que eram o resultado do alcoolismo do pai. As declarações foram feitas através de um comunicado enviado à revista People.

O jovem de 21 anos revelou que tinha batido no pai para defender a honra da mãe, a atriz Pamela Anderson, e que a agressão foi o resultado do "alcoolismo" do pai.

Tommy Lee foi transportado para um hospital local, onde recebeu tratamento para os ferimentos nos lábios.

As autoridades foram chamadas ao local, mas não fizeram qualquer detenção. No entanto, fontes da polícia revelaram à revista norte-americana que o motivo da agressão tinha sido uma publicação no Twitter.

Tommy Lee criticou a entrevista de Pamela Anderson a Piers Morgan, na qual revelou a relação abusiva que manteve com o baterista.

" (...) Ela precisa de encontrar coisas novas para discutir, em vez falar sobre merdas antigas, mas acredito que ela não tenha mais nada para fazer e precise de atenção", a reação de Tommy Lee foi ainda acompanhada pela assinatura "'O abusador' (a quem ela manda mensagens todos os dias e pede para voltar para mim".

Tommy Lee esteve preso durante quatro meses, depois de agredir Pamela Anderson, na altura grávida do segundo filho do casal, Dylan.

Tommy Lee esteve preso durante quatro meses, depois de agredir Pamela Anderson, na altura grávida do segundo filho do casal, Dylan.

LENNOX MCLENDON

  • Diretor artístico demite-se do Museu de Serralves
    2:44

    Cultura

    Estão ainda por esclarecer as razões da demissão do diretor artístico do Museu de Serralves. João Ribas apresentou a demissão esta sexta-feira, um dia depois da inauguração da exposição do fotógrafo Robert Mapplethorp. A demissão foi associada a restrições a algumas imagens de cariz sexual explícito. Mas a Fundação de Serralves garante que foi o próprio João Ribas quem decidiu retirar duas obras da exposição. E sublinha que estava decidido desde o início apresentar as obras de cariz sexual explícito numa zona com acesso restrito.

  • Personalidades do futebol dizem que Ronaldo foi vítima de excesso de zelo
    2:03

    Desporto

    A UEFA vai anunciar o castigo de Cristiano Ronaldo na próxima quinta-feira, depois do cartão vermelho que o internacional português recebeu no jogo da Liga dos Campeões. O castigo pode ir de um a três jogos de suspensão. Várias personalidades do mundo do futebol acreditam que o jogador foi vítima do excesso de zelo do árbitro.