Mundo

Vereadora Marielle Franco assassinada com quatro tiros no Rio de Janeiro

Vereadora Marielle Franco assassinada com quatro tiros no Rio de Janeiro

Patrícia Almeida

Patrícia Almeida

Texto e edição de imagem

Jornalista

Marielle Franco, vereadora no Município do Rio de Janeiro, pelo PSOL, Partido Socialismo e Liberdade, foi morta a tiros na noite desta quarta-feira, 14 de março, no bairro do Estácio na cidade do Rio de Janeiro. Um crime com contornos políticos. A polícia suspeita que a vereadora tenho sido executada. Marielle Franco era uma das principais vozes na defesa dos direitos da mulheres negras no Brasil.


Também o motorista de Marielle Franco foi assassinado. Sobreviveu apenas a assessora que foi atingida por estilhaços e levada para o hospital.

A autarca tinha participado, ao início da noite, na iniciativa "Mulheres Negras Movendo as Estruturas" no Bairro da Lapa, Rio de Janeiro.

Entretanto, o secretário de Estado de Segurança, Richard Nunes, disse ter determinado uma ampla investigação.

Já o deputado estadual do PSOL Marcelo Freixo considerou o crime "inadmissível", observando que as "características são muito nítidas de execução".

Marielle Franco é reconhecida por sua histórica luta por direitos humanos, especialmente em defesa dos direitos das mulheres negras e moradores de favelas e periferias e na denúncia da violência policial.

  • Bill Cosby considerado predador sexual violento e condenado a pena de prisão

    Mundo

    O ator norte-americano Bill Cosby foi esta terça-feira condenado a uma pena de prisão de três a 10 anos e considerado um "predador sexual violento", por um juiz da Pensilvânia. A classificação significa que o homem de 81 anos terá de receber aconselhamento durante o resto da vida, assim como o seu nome irá aparecer no registo dos criminosos sexuais.

    SIC

  • O que está a mudar na Arábia Saudita

    Mundo

    A luta contra a discriminação de género e as reformas na cultura continuam a dar largos passos, na Arábia Saudita. A mais recente novidade é que, pela primeira vez, uma mulher foi autorizada a apresentar as notícias, na televisão estatal. Desde as mulheres que já podem conduzir ao regresso do cinema, saiba o que está a mudar no país conservador.

    Ana Rute Carvalho

  • A tecnologia que promete melhorar o estacionamento nos centros urbanos
    8:05
  • Um em cada três trabalhadores em risco de esgotamento profissional
    1:11
  • Brasileiro terá escondido provas do caso Lava Jato em casas em Lisboa
    2:15

    Operação Lava Jato

    A Polícia Judiciária fez buscas e apreensões em Lisboa, no âmbito do caso brasileiro Lava Jato. A operação ocorreu a partir de um pedido de cooperação internacional das autoridades brasileiras. O alvo da operação é um homem brasileiro acusado de envolvimento com luvas. Mário de Miranda terá escondido provas e documentos em casas da capital portuguesa.