Mundo

Ex-diretor do FBI não afasta a hipótese de Trump estar nas mãos dos russos

Ex-diretor do FBI não afasta a hipótese de Trump estar nas mãos dos russos

O livro do ex-diretor do FBI continua a provocar polémica. James Comey não poupa o Presidente norte-americano, dizendo mesmo que Donald Trump é moralmente inapto para ser presidente. O ex-diretor do FBI deixa ainda em aberto a possibilidade de Donald Trump estar nas mãos dos russos.

  • "É chocante mas é verdade: Trump é inapto para ser Presidente dos EUA"
    1:04

    Mundo

    O ex-diretor do FBI, James Comey, considera Donald Trump incompetente e moralmente inapto para ser Presidente dos Estados Unidos da América. Numa entrevista explosiva à cadeia de TV norte-americana ABC, James Comey acusa o chefe de Estado de mentir com regularidade, admite situações de obstrução à justiça e reconhece que os alegados encontros de Trump com prostitutas, na Rússia podem mesmo ter acontecido. Quase um ano depois de ser demitido pelo próprio Donald Trump da direção do FBI, James Comey publicou agora um livro de 300 páginas intitulado "Uma Lealdade Maior: Verdade, Mentira e Liderança", no qual ele pinta um retrato do sarcasmo de Trump, acusando-o de ser obcecado por sua imagem e descuidado. bem público. O livro apresenta Donald Trump como um chefe da máfia, um ser desonesto e egocêntrico.

  • Ex-diretor do FBI escreve livro sobre Trump e acusa-o de egocêntrico
    1:39

    Mundo

    O ex-diretor do FBI, James Comey, escreveu um livro que está repleto de declarações e acusações fortes contra Donald Trump. Em "A Mais Elevada Lealdade", Comey descreve Trump como uma pessoa que se move apenas pelo ego e pelas lealdades pessoais. Trump já reagiu e diz que Comey é mentiroso e que foi um péssimo diretor do FBI.

  • Polícia britânica acredita que ataque junto ao Parlamento foi ato isolado
    2:15
  • Donald Trump acusa ex-assessora de ser "um cão"

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump aumentou esta terça-feira o tom do confronto com a antiga assessora Omarosa Manigault Newman, que chegou a ser a afro-americana com estatuto mais elevado na Casa Branca, designando-a como "esse cão!".