Mundo

Menino ajuda a encontrar tesouro com mais de mil anos

Stefan Sauer

Um arqueólogo amador e um menino de 13 anos descobriram uma moeda de prata na ilha de Rügen, na Alemanha, em janeiro. Esta foi a ajuda necessária para uma equipa de arqueólogos encontrar, no local, um tesouro viking com mais de mil anos, da época do rei Haroldo I da Dinamarca.

O arquólogo amador Rene Schoen e o menino de 13 anos Luca Malaschnitschenko

O arquólogo amador Rene Schoen e o menino de 13 anos Luca Malaschnitschenko

Stefan Sauer

A descoberta foi mantida em secreto até este fim de semana, quando uma equipa de especialistas escavou cerca de 400 metros de terra.

Stefan Sauer

Segundo a BBC, foram encontrados colares entrelaçados, um martelo de Thor, alfinetes de dama, anéis e cerca de 600 moedas, provavelmente enterrados em 980.

Stefan Sauer

Em entrevista à emissora britânica, o arqueólogo Michael Schirren confessou que "este tesouro é a maior descoberta das moedas" do rei Haroldo I da Dinamarca, também conhecimento como Dente-Azul.

Stefan Sauer

Haroldo Dente-Azul nasceu como viking e tem nas suas conquistas a unificação da Dinamarca e a introdução do Cristianismo durante o seu reinado. O rei foi imortalizado por empresas nórdicas quando decidiram dar o nome de "Bluetooth" (dente-azul, em português) à tecnologia digital.

Em meados de 980, fugiu para a Pomerania - agora, norte da Alemanha -, depois de perder uma grande batalha no mar contra as forças leais ao seu filho, Sueno I da Dinamarca. Haroldo Dente-Azul terá morrido em 987.


  • Contas Poupança ajuda-o a preparar-se para os descontos da Black Friday
    8:07