Mundo

Ex-candidato à Casa Branca John McCain estável após operação

John McCain

Patrick Semansky

O ex-candidato republicano à Casa Branca John McCain, que luta há meses contra um tumor cerebral, foi operado no passado domingo e o seu "estado é estável", anunciou uma porta-voz.

O senador do Arizona, de 81 anos, foi operado em Phoenix, capital do sudoeste dos Estados Unidos, "para tratar uma infeção intestinal", disse Julie Tarallo, na segunda-feira, um dia após a cirurgia.

McCain luta desde o ano passado contra um glioblastoma, uma forma de tumor maligno no cérebro, que forçou o veterano da guerra do Vietname a reduzir a sua participação no Congresso.

Poucos dias depois de conhecer o diagnóstico, em julho, McCain atrasou o início do tratamento para votar, juntamente com outros dois republicanos, contra a derrogação do Obamacare, do ex-Presidente norte-americano Barack Obama, contrariando os planos de Donald Trump, que queria pôr fim à reforma na Saúde implementada pelo antecessor.

Candidato à presidência dos Estados Unidos em 2008, venceu a disputa pela vaga republicana com Mike Huckabee, Rudolph Giuliani e Mitt Romney.

Mais tarde, perdeu a corrida à Casa Branca para o vencedor das primárias do Partido Democrata, Barack Obama.

Prisioneiro de guerra no Vietname, John McCain foi eleito pela primeira vez para a Câmara dos Representantes em 1982. É senador desde 1987

Lusa

  • Papa Francisco - entre a vulnerabilidade de um abalo e a oportunidade de uma reforma

    Papa e a tensão na Igreja

    Não é o tempo cronológico que define Francisco, mas o tempo da oportunidade, sem necessariamente sintonizar a ação com o tempo mediático. Esta circunstância pode dar um bom enquadramento de leitura para o «escândalo» dos abusos sexuais por parte de clérigos católicos. Mas o impacto mediático gerado pelo relatório da Pensilvânia e pela carta de um arcebispo a pedir a resignação do Papa, com a visita à Irlanda como pano de fundo, acabou por criar também uma oportunidade. Os próximos meses são por isso fulcrais para atenuar os danos e reconstruir laços de confiança nas instituições. Não há folga para oportunidades desperdiçadas. A pressão é elevada. A dimensão mediática não terá sido devidamente valorizada. Francisco ficou mais exposto às críticas e aos críticos.

    Joaquim Franco

  • Piloto que morreu no Estoril terá ficado sem travões
    1:17
  • Empresa de segurança sob suspeita na Guarda
    4:47
  • O embaraço do príncipe Harry
    0:29