Mundo

Raqqa volta a receber um jogo de futebol depois do domínio do Daesh

O estádio da cidade síria de Raqqa voltou a receber um jogo de futebol, depois de servir como prisão para o grupo extremista Estado Islâmico (EI), que proibiu a prática do desporto na cidade.

"Durante três anos fomos proibidos pelo EI de jogar futebol. Tínhamos de jogar em segredo", disse Aziz al-Sajer, jogador do Al-Rachid, equipa da cidade de Raqqa, que esteve detido pelo grupo terrorista durante um mês.


Raqqa tenta voltar à normalidade depois de fugir ao domínio do grupo extremista islâmico e ser reconquistada por uma coligação de combatentes curdos e árabes, apoiada por Washington.


O Al-Rachid defrontou o Al-Sad, equipa da cidade vizinha Tabqa, num estádio onde ainda se conseguem ver as bancadas cheias de buracos de balas. O jogo teve a assistência de poucas dezenas de pessoas, homens sobretudo, mas com algumas mulheres a querer marcar também presença.


A equipa da casa acabou por perder por 3-1, mas os adeptos locais desvalorizaram a derrota face ao momento histórico que presenciaram.
O Estado Islâmico, enquanto dominava a cidade de Raqqa, proibiu qualquer demonstração alusiva ao mundo futebolístico, confiscando todas as camisolas de clubes do ocidente.


"Eles tiraram-nos as nossas camisolas todas. Não podíamos ter o nome do Real Madrid ou do Barcelona nas nossas camisolas, podíamos ir para a prisão simplesmente por isso", lembrou Aziz al-Sajer.


O estádio vai agora albergar os jogos de uma liga na qual estão presentes equipas de várias cidades controladas pelas Forças Democráticas da Síria (SDS), grupo que se tem destacado na luta contra o EI na Síria.

Lusa

  • Bill Cosby considerado predador sexual violento e condenado a pena de prisão

    Mundo

    O ator norte-americano Bill Cosby foi esta terça-feira condenado a uma pena de prisão de três a 10 anos e considerado um "predador sexual violento", por um juiz da Pensilvânia. A classificação significa que o homem de 81 anos terá de receber aconselhamento durante o resto da vida, assim como o seu nome irá aparecer no registo dos criminosos sexuais.

    SIC

  • O que está a mudar na Arábia Saudita

    Mundo

    A luta contra a discriminação de género e as reformas na cultura continuam a dar largos passos, na Arábia Saudita. A mais recente novidade é que, pela primeira vez, uma mulher foi autorizada a apresentar as notícias, na televisão estatal. Desde as mulheres que já podem conduzir ao regresso do cinema, saiba o que está a mudar no país conservador.

    Ana Rute Carvalho

  • A tecnologia que promete melhorar o estacionamento nos centros urbanos
    8:05
  • Um em cada três trabalhadores em risco de esgotamento profissional
    1:11
  • Brasileiro terá escondido provas do caso Lava Jato em casas em Lisboa
    2:15

    Operação Lava Jato

    A Polícia Judiciária fez buscas e apreensões em Lisboa, no âmbito do caso brasileiro Lava Jato. A operação ocorreu a partir de um pedido de cooperação internacional das autoridades brasileiras. O alvo da operação é um homem brasileiro acusado de envolvimento com luvas. Mário de Miranda terá escondido provas e documentos em casas da capital portuguesa.