Mundo

A heroína do voo da Southwest Airlines

Um avião da Southwest Airlines foi na terça-feira obrigado a aterrar de emergência depois de um dos motores ter explodido em pleno voo. Uma mulher morreu e várias pessoas ficaram feridas na sequência do acidente. Os passageiros que chegaram são e salvos a terra, elogiam agora as manobras da mulher que pilotava a aeronave.

Tammie Jo Shults estava ao comando do Boeing 737-700 quando, pouco tempo depois de ter levantado voo do aeroporto de LaGuardia, o motor esquerdo do avião explodiu. Uma das janelas da aeronave não resistiu ao impacto de estilhaços, e sugou parcialmente uma mulher, que acabou por morrer mais tarde.

Dez minutos atribulados foi o tempo que levou até o avião aterrar em Filadélfia, com os restantes passageiros e tripulação a salvo.

Um dia depois do incidente, são vários os passageiros que aplaudiram a atitude "heroica" de Tammie, que manobrou o avião com apenas um motor e aterrou-o sem mais fatalidades.

Tammie Jo Shults serviu no exército norte-americano durante 10 anos como pilota de aeronaves. Nas redes sociais, há quem a compare com Chesley "Sully" Sullenberger, o piloto que amarou um avião comercial no rio Hudson, em Nova Iorque.

"Estes são os heróis do voo 1380 da Southwest Airlines", escreve um passageiro no Twitter, legendando uma fotografia da tripulação onde aparece Tammie.

Ainda está por determinar a causa do acidente que vitimou uma mulher.

  • "Isto é intolerável num comentador que deve ter isenção"
    3:52
  • Drone capta momento em que neozelandesa nada cercada por baleias assassinas
    2:10
  • "O nome do Sporting hoje já não é alvo de chacota"
    1:22