Mundo

Ex-diretor da PDVSA declara-se culpado em processo de corrupção e lavagem de dinheiro

Marco Bello

O ex-diretor geral da empresa Petróleos de Venezuela (PDVSA) deu-se como culpado da acusação de lavagem de dinheiro e corrupção. Cesar Rincon foi detido o ano passado em Espanha e extraditado para os Estados Unidos, onde está a ser julgado.

O cidadão venezuelano faz parte de um grupo de cinco altos funcionários acusados de corrupção nos Estados Unidos em fevereiro.

O caso emergiu em 2015, depois de uma investigação sobre subornos no valor de mil milhões de dólares pagos aos cinco empresários com ligações à petrolífera venezuelana.

De acordo com a acusação, os cinco funcionários exigiam e recebiam subornos de empresas de energia norte-americanas em troca de contratos com a petrolífera estatal da Venezuela.

  • André Villas-Boas prepara regresso ao futebol
    2:18