Mundo

EUA mantêm sanções até "completa desnuclearização" da Coreia do Norte

Jonathan Ernst

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, garantiu hoje que os Estados Unidos "não vão aliviar as sanções" até à "completa desnuclearização da Coreia do Norte", desmentindo assim as informações divulgadas por media coreanos.

Em Seul, para discutir os resultados da histórica cimeira com os ministros dos Negócios Estrangeiros do Japão e da Coreia do Sul, Taro Kono e Kang Kyung-wha, respetivamente, Mike Pompeo reiterou que os "Estados Unidos ainda querem a "completa, verificável e irreversível" desnuclearização da Coreia do Norte.

Na quarta-feira, o chefe da diplomacia norte-americana disse esperar que "o essencial do desarmamento nuclear" da Coreia do Norte ocorra até ao final do mandato de Donald Trump, em 2020.

O Presidente dos Estados Unidos e o líder norte-coreano tiveram, na terça-feira, um encontro histórico em Singapura, no final do qual Donald Trump disse estar preparado para iniciar uma nova etapa nas relações com a Coreia do Norte e Kim Jong-un comprometeu-se com a desnuclearização completa do arsenal de Pyongyang.

Lusa

  • Cimeira Trump-Kim em análise na Edição da Noite
    23:51

    Opinião

    Donald Trump e Kim Jong-un assinaram esta terça-feira um acordo inédito entre os dois países. Para analisar as conclusões deste encontro estiveram na Edição da Noite Luís Costa Ribas, correspondente da SIC nos EUA, Miguel Monjardino, especialista em assuntos internacionais, e ainda o investigador Luís Mah.

  • "Terão fogo e fúria como o mundo nunca viu". A história das ameaças entre os EUA e a Coreia do Norte
    3:02

    Mundo

    Desde a chegada de Donald Trump à Casa Branca que a tensão entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte se intensificou. Quatro meses depois, Trump falava em cenário de guerra. Era o início de uma longa troca de insultos, acusações e ameaças de ambas as partes. A cimeira de hoje entre os dois países coloca um ponto final nesta tensão, que conta até com promessas de pacificação entre os líderes dos dois países.

  • Polícia britânica acredita que ataque junto ao Parlamento foi ato isolado
    2:15
  • Donald Trump acusa ex-assessora de ser "um cão"

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump aumentou esta terça-feira o tom do confronto com a antiga assessora Omarosa Manigault Newman, que chegou a ser a afro-americana com estatuto mais elevado na Casa Branca, designando-a como "esse cão!".