Mundo

Incêndio em prédio no sul de Londres, um ano depois do fogo na Torre Grenfell

@BGizdavkov Twitter

Um incêndio deflagrou hoje numa torre de 20 andares no sul de Londres, em Lewisham, no início das cerimónias para assinalar o primeiro aniversário do incêndio da Torre Grenfell. Cerca de 180 pessoas foram obrigadas a fugir de casa.

Segundo o The Guardian, cerca de 60 bombeiros e oito veículos foram enviados para o local, no quarteirão em Elmira Street, em Lewisham, pelas 4h14 locais (mesma hora em Lisboa).

O controlo do fogo acabou por ter a ajuda de um sistema de deteção e extinção de incêndios, um recurso de segurança que não estava instalado em Grenfell, quando há um ano as chamas mataram 72 pessoas.

Os bombeiros de Londres deram o incêndio como controlado pelas 6:02. Os bombeiros disseram no Twitter que o incêndio tive início numa varanda do 13º andar da torre.

Não há registo de feridos e as causas do incêndio estão a ser investigadas.

Christoph Mayr, um dos residentes que foi obrigado a fugir de casa, manifestou preocupação pelo facto de o sistema de alarme de incêndio não ter soado. O alerta foi dado pelos moradores ao bater às portas uns dos outros.

No twitter têm estado a ser divulgadas várias imagens do incêndio.

Há um ano, a Torre Grenfell, um arranha-céus residencial, foi destruída por um incêndio que matou 72 pessoas. Foi a maior perda de vidas num incêndio em solo britânico desde a Segunda Guerra Mundial e deixou o bairro e o país em estado de choque.

No edifício viviam 10 portugueses. Uma mulher grávida, após a fuga de casa, perdeu o bebé.

Com Lusa