Mundo

Tribunal alemão autoriza extradição de Puigdemont

(Arquivo)

Hannibal Hanschke

A justiça alemã autorizou hoje a extradição do antigo presidente da Catalunha para Espanha, mas penas pela acusação de peculato. O tribunal de Schleswig-Holstein rejeitou o crime de rebelião, a razão mais greve por que Carles Puigdemont é acusado por Madrid.

Última atualização às 10:53

Cabe agora à procuradoria alemã organizar a extradição às autoridades espanholas. Até lá, Puigdemont permanece em liberdade.

Puigdemont fugiu de Espanha depois de Madrid ter decidido, em 27 de outubro de 2017, intervir na Catalunha, na sequência da tentativa, que liderou, de criar uma República independente naquela comunidade autónoma espanhola.

O ex-presidente do executivo catalão fugiu inicialmente para a Bélgica, mas foi apanhado este ano pela polícia alemã.

As autoridades alemãs estudavam até agora a resposta a dar à justiça espanhola que pediu a sua extradição para responder em tribunal por delitos de rebelião, sedição e peculato.

Com Lusa

  • Esta casa foi construída por uma impressora 3D
    16:27
  • Dia extra na cimeira para se alcançar acordo sobre o clima
    1:21
  • O sonho americano
    12:13