Mundo

Bebé morre no carro devido ao calor depois de o avô se ter esquecido dela

Diario de Mallorca

Uma bebé de dez meses morreu esta sexta-feira na localidade maiorquina de Manacor depois de o avô, de 56 anos, que estava a cuidar dela, se ter esquecido que a tinha no automóvel, informou a polícia.

O caso ocorreu na rua S'Hort des Cobre de Manacor, quando o homem deixou a criança, a dormir, no seu automóvel, cerca das sete da manhã.

Segundo fontes policiais, às 15:00 o avô recordou-se de que tinha deixado a neta na viatura. Apesar de ter pedido ajuda imediatamente, a bebé já tinha falecido devido à elevada temperatura, de nada valendo a atuação de um médico que passava na rua e de dois empregados de uma clínica nas proximidades, bem como da equipa de socorro que se deslocou ao local.

O avô foi levado para o hospital de Manacor pelo estado de nervosismo em que se encontrava.

Segundo fontes policiais, pode ser acusado de homicídio imprudente, se bem que tenha sido aberta uma investigação para apurar o que se passou exatamente.

O avô e a bebé são naturais de Espanha e o cadáver da bebé foi transferido para o Instituto Anatómico Forense de Palma, onde vai ser feita a autópsia.

Lusa

  • Benfica defronta hoje o Sertanense no Estádio Cidade de Coimbra

    Desporto

    O Benfica, recordista de títulos na Taça de Portugal de futebol, assinala hoje a entrada em cena dos clubes primodivisionários na prova, ao defrontar o Sertanense, do Campeonato de Portugal, no arranque da terceira eliminatória. O jogo entre o líder da I Liga, em igualdade com o Sporting de Braga, e o oitavo classificado da série C do terceiro escalão - que nunca se defrontaram - tem início marcado para 20h45, no Estádio Cidade de Coimbra, devido à falta de condições do relvado do recinto da equipa da Sertã.

  • O "amor cego" de Francisco por Maria Leal
    35:21
  • Protesto contra abertura de templo a mulheres faz 30 feridos na Índia
    1:36
  • A "bebé milagre" que nasceu com 635 gramas faz 1 ano

    Mundo

    Uma recém-nascida britânica foi apelidada pelos médicos de "bebé milagre" e é fácil perceber porquê: nasceu às 27 semanas de gestação, pesava 635 gramas e sofreu duas paragens cardíacas, que impediram o coração de bater durante 22 minutos. Esta quarta-feira, completou um ano de vida.