Mundo

Nova Zelândia planeia proibir sacos plásticos até julho de 2019

A Nova Zelândia planeia proibir sacos plásticos descartáveis até julho de 2019, com o objetivo de proteger o meio ambiente nas suas zonas costeiras, disse hoje a primeira-ministra Jacinda Ardern.

Os neozelandeses usam centenas de milhões de sacos plásticos por ano, uma situação que a Nova Zelândia quer inverter, sublinhou a governante.

As duas principais cadeias de supermercados da Nova Zelândia já anunciaram os seus próprios planos para eliminar os sacos plásticos até o final deste ano.Vários países e estados introduziram proibições ou restrições à utilização de sacos plásticos descartáveis, incluindo França, Bélgica, China, Havai e Califórnia.

Na Austrália, uma grande cadeia de supermercados anunciou a intenção de passar a cobrar pela disponibilização dos sacos plásticos, mas acabou por recuar depois de ter sido confrontada com queixas dos clientes.

Lusa

  • Benfica defronta hoje o Sertanense no Estádio Cidade de Coimbra

    Desporto

    O Benfica, recordista de títulos na Taça de Portugal de futebol, assinala hoje a entrada em cena dos clubes primodivisionários na prova, ao defrontar o Sertanense, do Campeonato de Portugal, no arranque da terceira eliminatória. O jogo entre o líder da I Liga, em igualdade com o Sporting de Braga, e o oitavo classificado da série C do terceiro escalão - que nunca se defrontaram - tem início marcado para 20h45, no Estádio Cidade de Coimbra, devido à falta de condições do relvado do recinto da equipa da Sertã.

  • O "amor cego" de Francisco por Maria Leal
    35:21
  • Protesto contra abertura de templo a mulheres faz 30 feridos na Índia
    1:36
  • A "bebé milagre" que nasceu com 635 gramas faz 1 ano

    Mundo

    Uma recém-nascida britânica foi apelidada pelos médicos de "bebé milagre" e é fácil perceber porquê: nasceu às 27 semanas de gestação, pesava 635 gramas e sofreu duas paragens cardíacas, que impediram o coração de bater durante 22 minutos. Esta quarta-feira, completou um ano de vida.