Mundo

Talibãs tentam conquistar cidade afegã, 14 polícias mortos

Google Earth

Combatentes talibãs lançaram ontem um ataque contra Ghazni, sede administrativa da província com o mesmo nome, a sul de Cabul. Os combates terão cessado esta manhã mas já foram mortos pelo menos 14 polícias..

O ataque, repelido pelas forças de segurança afegãs com apoio das tropas norte-americanas, também causou ferimentos em pelo menos 20 membros das forças de segurança, disse o administrador do hospital da cidade, Baz Mohammad Hemat, citado pela agência de notícias Associated Press.

Em Ghazni, o ataque foi marcado por intensos tiroteios e incêndios em várias lojas nas áreas residenciais da cidade, disse o chefe de polícia da província, Farid Ahmad Mashal, à AP.

O porta-voz do Ministério da Defesa afegão, Mohammad Radmanish, disse que o exército ajudou a polícia e que a cidade foi colocada sob controlo das forças do governo.

O porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, afirmou que algumas zonas de Ghazni foram tomadas pelos fundamentalistas islâmicos e que dezenas de pessoas foram mortas.

A estrada de Cabul para as províncias do sul do Afeganistão foi fechada porque atravessa Ghazni.

Com agências

  • Acidente que vitimou duas pessoas em Pavia originou incêndio rural
    1:19

    País

    Um violento acidente em Pavia, no concelho de Mora, fez este sábado dois mortos e quatro feridos. As vítimas mortais são dois dos três ocupantes de um carro com matrícula estrangeira. O choque entre os dois veículos acabou ainda por dar origem a um incêndio rural que mobilizou 57 operacionais auxiliados por três meios aéreos.

  • Sobe para 43 o número de mortos na queda da ponte em Génova
    1:52
  • Temperaturas voltam a subir este fim-de-semana
    1:48

    País

    As temperaturas voltam a subir este fim-de-semana e podem rondar os 40º em algumas regiões do país. Há 15 distritos sob aviso amarelo devido ao calor e sete em alerta vermelho pelo risco de incêndio. O ministro da Administração Interna já decretou a situação de alerta até a próxima quarta-feira.

  • Daimler chama às oficinas um milhão de carros

    Economia

    O fabricante automóvel alemão Daimler pediu que um milhão de veículos sejam levados às oficinas por suspeita de terem um sistema para manipular as emissões de gases poluentes, afetando praticamente todas as classes, divulga este sábado um jornal.