Mundo

Turquia avisa que taxas de Trump afetarão relações com EUA e promete represálias

POOL New

A Turquia avisou esta sexta-feira que o aumento das taxas sobre o alumínio e o aço anunciado pelo Presidente norte-americano afetará as relações entre os dois países e prometeu represálias contra a medida, que considera contrária às normas da OMC.

"Os Estados Unidos deverão saber que o único resultado de tais sanções (...) é que afetarão as nossas relações de aliados", declarou o Ministério dos Negócios Estrangeiros turco em comunicado.

"Como todas as medidas adotadas contra a Turquia, elas terão a sua resposta", acrescentou o MNE turco, precisando que a decisão "ignora" as regras da Organização Mundial do Comércio (OMC).

O MNE disse ainda que os comentários feitos por Donald Trump eram "impossíveis de conciliar com a seriedade de um homem de Estado".

O anúncio hoje feito por Trump de um forte aumento das taxas de importação sobre o alumínio e o aço turcos provocou uma desvalorização da lira turca, que perdeu quase um quarto do seu valor em relação ao dólar durante o dia.

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, condenou aquilo que classificou como uma "guerra económica" e instou a população turca à "luta nacional" trocando as suas divisas.

Lusa

  • Benfica defronta hoje o Sertanense no Estádio Cidade de Coimbra

    Desporto

    O Benfica, recordista de títulos na Taça de Portugal de futebol, assinala hoje a entrada em cena dos clubes primodivisionários na prova, ao defrontar o Sertanense, do Campeonato de Portugal, no arranque da terceira eliminatória. O jogo entre o líder da I Liga, em igualdade com o Sporting de Braga, e o oitavo classificado da série C do terceiro escalão - que nunca se defrontaram - tem início marcado para 20h45, no Estádio Cidade de Coimbra, devido à falta de condições do relvado do recinto da equipa da Sertã.

  • O "amor cego" de Francisco por Maria Leal
    35:21
  • Protesto contra abertura de templo a mulheres faz 30 feridos na Índia
    1:36
  • A "bebé milagre" que nasceu com 635 gramas faz 1 ano

    Mundo

    Uma recém-nascida britânica foi apelidada pelos médicos de "bebé milagre" e é fácil perceber porquê: nasceu às 27 semanas de gestação, pesava 635 gramas e sofreu duas paragens cardíacas, que impediram o coração de bater durante 22 minutos. Esta quarta-feira, completou um ano de vida.