Mundo

Israel exige cessar-fogo "total" do Hamas em Gaza

HAITHAM IMAD

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, exigiu este domingo um cessar-fogo "total" do Hamas em Gaza, numa primeira declaração após a escalada de violência dos últimos dias.

Depois de um dos confrontos mais graves desde a guerra de 2014 entre Israel e o Hamas, o movimento islâmico no poder em Gaza, uma frágil trégua foi introduzida na quinta-feira, por intermediação do Egito e da Organização das Nações Unidas (ONU), de acordo com uma fonte próxima das negociações, citada pela AFP.

Nenhuma confirmação oficial foi obtida por parte de Israel ou do Hamas, mas a situação acalmou desde então no enclave palestiniano e na periferia israelita.

"Estamos no meio de uma campanha contra o terrorismo em Gaza", afirmou Netanyahu na abertura do Conselho de Ministros semanal.

"O nosso pedido é claro: um cessar-fogo total. Não ficaremos satisfeitos com menos", disse.

A tensão entre palestinianos e israelitas aumentou na quarta-feira passada com o lançamento de 180 foguetes contra Israel, que provocaram cerca de 20 feridos israelitas, todos ligeiros.

O exército israelita respondeu, posteriormente, com o bombardeamento de mais de 150 objetivos militares do Hamas, provocando três mortos palestinianos: um miliciano, a sua mulher grávida e o filho de ano e meio de ambos.

Lusa

  • Onde está a ajuda às vítimas do fogo de Monchique? Autarquia apela à solidariedade
    1:56
  • "Ontem o Benfica esteve melhor, esteve bem"
    4:37

    Edição da Manhã

    Benfica segue em frente na Liga dos Campeões, depois de ter vencido o Fenerbahçe por 2-1 no conjunto das duas mãos. Os gregos do PAOK são o próximo adversário no Play Off de acesso à Champions, o comentário do jornalista Fernando Guerra.

  • "Graças à equipa consegui o meu primeiro golo"
    0:23
  • Turismo abranda e portugueses preferem passar férias no estrangeiro
    3:41

    Economia

    O turismo em Portugal está a abrandar. Em junho já se registaram menos dormidas do que nos meses anteriores. Ingleses, alemães, espanhóis e franceses vêm menos e passam menos tempo em Portugal. Também os portugueses estão a escolher destinos no estrangeiro, porque sai mais barato do que passar férias no Algarve.

  • Donald Trump acusa ex-assessora de ser "um cão"

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump aumentou esta terça-feira o tom do confronto com a antiga assessora Omarosa Manigault Newman, que chegou a ser a afro-americana com estatuto mais elevado na Casa Branca, designando-a como "esse cão!".